• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

02/12/2010

Cara lavada



CARA LAVADA
( Anne Lieri)

Tirou sua maquiagem
Vestiu a cor preferida
Transpareceu-se em ferida...
Jogou fora aquela máscara
Saiu do canto,encolhida
Sem medo de ser julgada,
Saiu de cara lavada
Madura,modificada...
Braços abertos pro mar!
Agradeceu o destino
E todos os desatinos
Que engoliu para agradar!
Mas veio desamarrada,
Por dentro,terra molhada
Por fora,sol a brilhar!
Deixou rolar todo pranto,
Soltou a voz:lindo canto!
Pra toda dor espantar!
E fez-se então,peregrina
Aprendiz,doce menina
Senhora do seu destino
Libertou-se pra se amar!


7 COMENTÁRIOS:

Maria Lúcia Marangon

Obrigada pela visita e pelo comentário. Beijos.

Adriana

Muito Bom Anne,

E a imagem tem tudo a ver com o poema.

Amei!

bjs
Adriana

Chica

Parabéns,Anne!LINDÍSSIMO!!! Libertar-se primeiro, depois amar! beijos,chica

Heloísa

Anne,
Adorei!
Vim agradecer sua visita e comentário no meu blog, e encontrei esse poema lindo.
Apareça sempre.
bjs.

ALUISIO CAVALCANTE JR

Olá.

Anne escreve poemas
com a alma,
e sendo assim,
nos tocam profundamente
com suas palavras,
e sentimentos
que perfumam suas palavras.

Isabelle Câmara

Sou eu!!! :D
LINDO!!!

Regina Guedes

Liberdade... amor! Você foi... perdi as palavras!! Então vou dizer que você foi maravilhosa!!!
Beijinhos minha querida

Compartilhe