• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

29/01/2011

Ao entardecer



AO ENTARDECER

Ao entardecer,
a nostalgia me invade,
o sol devagar se põe,
o céu ganha novo tom,
preparando-se para a noite,
convidando-me para os sonhos,
sonhos multicoloridos,
repletos de suspiros,
de amores saudosos,
doces lembranças,
tornando o passado próximo,
sinto o seu cheiro,
quase o apalpo,
um desejo imenso,
da doce entrega.


Ao entardecer,
a esperança se renova,
com o mistério da noite,
tudo se torna possível,
tudo pode acontecer,
o sonho pode se realizar,
o amor fundir-se com o desejo,
tornando-se pleno,
a alma liberta,
fundi-se a outra,
nada mais existe,
sinto-me única no universo,
a lua discreta,
tudo assiste,
as estrelas brilham para nós.


Luconi
Publicado no Recanto das Letras em 22/11/2009
Código do texto: T1938523

 

4 COMENTÁRIOS:

DoraDuarte

São os versos mais encantadores, misteriosos ,inspirado no entardecer...Tenho um pensamento-poesia chamado (Crepúsculo) baseado no entardecer. Lindíssimo poema, parabéns poetisa e seja bem vinda ao nosso meio!

RECANTO DOS AUTORES

Luconi,que linda sua poesia!Agradeço demais por ter postado por aqui!Deixou o blog mais bonito!Bjs,

Dora Regina

Lindo é o entardecer...Linda é a poesia!
Parabéns!!

o mar e a brisa do prazer de aprender

Passei por aqui e gostei, Bjs

Compartilhe