• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

11/05/2011

Recanto entrevista Regina Machado






RECANTO ENTREVISTA REGINA MACHADO
( Anne Lieri)



Ela é uma pessoa extremamente talentosa.
Quem a vê não imagina o conhecimento musical que possui, pois é uma pessoa tranqüila, simples e que adora cachorros( tem cinco).
Ela é minha prima e me chama de Pri e eu também a chamo de Pri....

Nasceu em São Paulo e é do signo de Escorpião.
Persistente,batalhadora,coloca amor em tudo que faz!
Aprendeu a tocar violão desde cedo.
Compõem desde menina,belas canções.

Aos 17 anos já se apresentava no Centro Cultural São Paulo.
Foi backing de Tom Zé, junto com sua prima Maga Lieri.
Conheceu Mercedes Sosa num festival de música em Mendoza, Argentina.

Participou de alguns programas de TV como a Bandeirantes e a Globo.
É graduada em música popular pela Unicamp.

Professora de canto,fundou o espaço musical “Canto do Brasil”.
Tem seu trabalho reconhecido por grandes nomes da música popular brasileira.

Possui três Cds de sucesso e qualidade.
Lançou recentemente o livro “ A voz na música popular brasileira”

Nossa entrevistada no Recanto dos autores é Regina Machado.




Recanto- Regina, quando e como vc soube que queria ser cantora?
continue lendo...

Regina- Acho que desde criança eu queria ser cantora e geóloga...Quando acabei o Colegial (hoje ensino Medio) eu já estava começando a cantar profissionalmente...Ai...prossegui no caminho musical e deixei a geologia para lá...

Recanto- Quais foram suas primeiras apresentações em público e  como se sentiu?

Regina- Desde criança me apresentava em público nos eventos da escola. Porém, a primeira apresentação que me marcou de fato foi no Centro Cultural São Paulo na I Semana Elis, quando cantei para uma plateia de 800 pessoas, fato que nunca tinha acontecido até então. Eu tinha 17 anos e lembro até hoje da sensação. Outra emoção enorme foi participar do Americanto na cidade de Mendoza, Argentina quando me apresentei para uma plateia de 10.000 pessoas. Isso aconteceu no ano de 2006 e foi uma emoção diferente e muito grande! Nessa mesma ocasião tive a sorte de conhecer a cantora Mercedes Sosa que se apresentou no dia seguinte no mesmo evento!!

Recanto- Você é compositora também.Como é o momento de compor?Prefere cantar ou compor? Que instrumentos toca e qual seu preferido?

Regina- Eu toco violão desde criança. O violão já faz parte do meu corpo...Não me imagino sem um violão nas mãos. Já como compositora eu me considero “bissexta”...Ou seja, compor é uma coisa que eu gosto de fazer mas faço muito pouco. Agora, cantar é tudo o que movimenta minha vida. Eu dou aulas porque canto, eu pesquiso música porque canto, faço shows porque canto, gravo porque canto e, agora, escrevi um livro por causa do canto! Ou seja, cantar é mesmo o meu grande barato!



Recanto_ Vc já fez um trabalho relacionado ás crianças com o Projeto Taba abril cultural.Fale do Cd “A Ratinha Ritinha”.Como foi isso?

Regina- Quando eu tinha 17 anos fui chamada por um amigo para fazer backing para o cantor e compositor Tom Zé. Inclusive naquela ocasião, como eram necessárias duas cantoras convidei a minha prima, sua irmã, Maga Lieri! A oportunidade de cantar no cd “A Ratinha Ritinha” surgiu por conta disso. Tom Zé foi chamado para compor e cantar a trilha e aí, nós que trabalhávamos com ele fomos também. Foi uma experiência muito legal e a primeira vez que entrei em um estúdio de gravação e deixei um registro fonográfico!


Recanto- Em televisão vc se apresentou algumas vezes.Conte em que programas,as músicas que escolheu cantar e como se sentiu?

Regina- Ao longo desses anos fiz vários programas de TV. Os que mais gostei de fazer foram os programas Som Brasil da TV Globo, quando era de manhã e apresentado pelo ator Rolando Boldrin e depois pelo Lima Duarte. Um outro programa muito legal que participei como vocalista do Tom Zé foi o “Viva a Música Popular Brasileira” pela TV Bandeirantes

Mais recentemente participei de alguns programas em canais a cabo que também foram muito legais. Mas, eu gosto mesmo de fazer rádio! Adoro a ideia de ouvir e poder imaginar o cenário. O rádio alimenta muito a imaginação do ouvinte!



 Recanto- Como conheceu o diretor Fauzi Arap e o que resultou dessa amizade para sua carreira?

Regina-Conheci o Fauzi através de uma amiga que o levou para assistir um show que eu estava fazendo no Teatro Caetano de Campos. Depois disso ele me convidou para participar de um projeto que ele havia idealizado e que retomava o espaço do lendário Teatro de Arena para a música. Nesse projeto cantei ao lado de Belchior e Suely Costa entre outros. Foi uma experiência muito rica para minha vida e carreira.


Recanto- Vc sempre tem grandes músicos em suas bandas e Cds. Como acontece esses contatos? Vc se considera inibida ou tem uma equipe trabalhando para vc nesses casos?

Regina – Ao longo de tantos anos a gente vai conquistanto amigos que respeitam o nosso trabalho. Acho que sempre tive sorte nesse quesito! Atualmente conto com a participação de dois grandes violonistas que me acompanham e que gravaram comigo o cd “agora o céu vai ficando claro”, Italo Peron e Norberto Vinhas. É muito prazeroso o nosso trabalho, a gente ensaia toda semana e isso tem feito o trabalho crescer muito!

Recanto- Vc fez Universidade de Canto na Unicamp.Primeiro quero saber se já regeu ou gostaria de reger alguma orquestra. E depois,o que acha da educação musical em nosso país?

Regina- Eu me graduei no curso de Música Popular na Unicamp e o meu instrumento era voz. Quando ingressei na universidade eu tinha 27 anos e já cantava há 10. Era uma condição bem diferente da dos meus colegas...que na maioria tinham  acabado de sair do colégio...
Eu nunca estudei regência e não, nunca tive vontade de reger nada...Esse é um outro trabalho bastante específico dentro da carreira musical.
Quanto a educação musical no Brasil, acho boa a ideia dela voltar às escolas públicas de ensino fundamental e médio, porém acho que é preciso preparar de fato profissionais (professores de música) para atender essa demanda. Da maneira como isso está sendo implantado acho bastante perigoso...pois os cursos de licenciatura acabam proporcionando uma formação deficitária visto que eles estão sendo criados para nutrir o magistério público a curto prazo. Acho que o processo deveria ser mais lento e mais cuidadoso.



Recanto- Como surgiu o “Canto do Brasil”? Vc se realiza também como professora? Que atividades promove em sua escola?

Regina-Eu comecei a dar aulas muito cedo. Primeiro de violão depois de canto. Trabalhei durante anos em várias escolas de música até que chegou o momento de trilhar o meu próprio caminho. À medida que fui aprofundando minha pesquisa sobre o canto popular e a canção brasileira, entendi que esse poderia ser o material básico de uma metodologia de ensino do canto que formaria não somente cantores mas também cidadãos, visto que o estudo colocaria o aluno em contato com a nossa própria história musical. Dai surgiu a ideia do Canto do Brasil que hoje conta com uma equipe de professores muito coesa, que se reúne semanalmente para discutir a didática da voz e que constitui também um grupo de estudos sobre a voz na canção popular.


Recanto- Fale um pouco do seu primeiro Cd “Sobre a paixão”.Como
 foi ver esse “primeiro filho” pronto,quem participou, qual era seu objetivo e como foi a recepção do público?

Regina- O primeiro cd a gente nunca esquece...rsrsrs. Foi uma experiência super importante e o coroamento de muitos anos de trabalho! Eu gosto muito desse cd e acho que conseguimos um resultado bastante bonito, mesmo a proposta parecendo um pouco ousada: misturar música erudita com canção popular, composições próprias, voz e um quarteto de cordas! Foi super bem recebido pela critica!




Recanto- E o Cd “Pulsar” como surgiu em sua vida?

Regina- Surgiu como continuidade natural do meu trabalho...Pintou uma necessidade de registrar novas composições e mesmo colocar em cd algumas outras que eu estava cantando. Chamei o Manga para, como no primeiro cd, fazer os arranjos, mas desta vez optamos por violões e contrabaixo. Contei com as participações mais que especiais do próprio Manga, do Swamy Jr no violão de 7 cordas e do Itamar Colaço no contrabaixo.
A foto da capa também foi feita pelo Gal Oppido e nela eu uso uma blusa de pregos criada pela artista plástica Silvia Ferreira, que também divide comigo algumas canções que fazem parte do cd.

Recanto- Por que seu Cd atual “Agora o céu vai ficando claro” tem esse título? Notei que nenhuma das músicas tem o nome do Cd. Sei que não é obrigatório isso...rss...mas me intrigou e queria saber onde está a canção título do Cd...rsss...



Regina- O título saiu de um trecho da canção “Perfeitamente” do Fred Martins e do Chico Bosco. Essa canção foi a primeira que recebi para compor o repertório do cd. Depois de fechar o repertório, achei que aquele pedaço da letra do Chico Bosco cabia perfeitamente como título do cd. Foi daí que veio o nome!

Recanto- Tem alguma música de sua preferência nesse Cd ?

Regina- Eu gosto de todas as músicas...Mas, tenho uma predileção por “O samba me diz” (Fred Martins /Marcelo Diniz), Chão Multicolor (Fábio Barros /Leo Bianchini), Anágua (Chico Saraiva /Makely Ka) e Os Passionais (Dante Ozzetti/Luiz Tatit)!



Recanto- Vc lançou recentemente um livro também:” A Voz na Canção Popular Brasileira”. Desde pequena vc gosta de escrever.É daí que veio a inspiração para o livro?

Regina- Na verdade o livro é resultado da minha dissertação de mestrado. Mas, de fato sempre tive vontade de escrever...Espero que esse seja o primeiro de alguns (ou de muitos...rsrsrsrs). Mas, a escritora oficial da família é você!!! Eu sou cantora!

Recanto- Agora um bate volta com uma palavra.Vamos imitar a Marília Gabriela...rsss....a primeira palavra é :MÚSICA

Regina- Vida

Recanto-  SENTIMENTO
Regina – Amizade

Recanto- VIDA
Regina- Música

Recanto- SUCESSO
Regina- Trabalho

Recanto- Agora,passe para o pessoal quais serão suas próximas apresentações e quando.

Regina- No próximo dia 15 de maio estaremos em São José dos Campos para uma apresentação dentro da Virada Cultural Paulista. Será no Teatro Municipal e começa às 15h!

Recanto- Obrigada por sua participação em nosso blog!Desejo muito sucesso pra vc!
Deixe uma frase,um pensamento final para os amigos blogueiros que nos lêem!

Regina- Eu é que agradeço!! Foi um prazer responder as perguntas! Quero convidar todo mundo pra entrar no meu site:

Lá estão disponíveis para serem ouvidas as gravações que analisei no livro!! Valeu pri! Bjss


5 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Muito legal essa entrevista com tua prima Regina e ela já é sucesso, mas desejo cada vez mais pra ela.

Tantos trabalhos e experiências já,heim?Gostei de conhecer!

beijos às duas.chica

Minéia Pacheco

Olá Anne,

Que bela entrevista e que prima talentosa você tem. Já vi que a família toda só tem artistas! rsrsrs.
Gostei muito de tudo, das suas perguntas, das respostas e desejo MUITO sucesso para a Regina!

Beijão para vocês!

Anônimo

Oi Eliane! Ficou muito legal a publicação da entrevista!! Mais uma vez, obrigada pelo espaço! Aproveito também para agradecer às pessoas que deixaram seus comentários e, porque não, aquelas que ainda deixarão!!! Bjss
Regina Machado

LUCONI

Nossa Anne ouvi a música duas vezes é do tipo que eu amo de paixão, nossa tá uma saudades gostosa e nem sei do que, amei a entrevista e de descobrir que o talento esta na veia da família, que ela continue o seu luminoso caminho, beijos Luconi

DoraDuarte

Que chic! Anne eu não sabia que a Regina é sua prima. Aqui em Floripa, ela é muito admirada e comentada na roda de história da UFSC, pelos belíssimos trabalho de história cantada. Parabéns à familia de artistas, letradas e como cantoras.Sucesso!!!

Dora Duarte

Compartilhe