• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

22/10/2011

Recanto entrevista Renata Diniz







RECANTO ENTREVISTA RENATA DINIZ
( Anne Lieri)

 Nossa entrevistada de hoje é mineira de Itaúna!



Professora de História e Geografia,trabalhou também em projetos com Secretarias de Educação e Cultura.




Mãe da Laura, em tempo integral por opção e coração!



O Recanto tem o prazer de entrevistar RENATA DINIZ!



Recanto- Renata, onde você nasceu? Conte um pouco de sua vida atual, familiar e profissional.

Renata- Sou Mineira de Itaúna – MG. Casada. Historiadora. Mãe da Laura. Morei em Pará de Minas – MG, Belo Horizonte - MG, Timóteo – MG. Por estas cidades estagiei como professora de História e de Geografia. Trabalhei também em projetos com Secretarias de Educação e de Cultura. Em Divinópolis – MG, moro há 3 anos. Tempo integral dedicado, por opção e de coração, à maternidade. Agora que a minha filha está com 2 anos e meio, começo a retomar os contatos profissionais. Com calma.





Recanto- Como foi a sua infância? Fale um pouco dessa fase de sua vida.

Renata- Voltando às recordações do meu tempo de menina tenho imensa alegria em extravasar o meu íntimo passado com minha família e amigos. Os primeiros brinquedos, as pequenas traquinagens, os amiguinhos, os almoços de domingo na casa dos avós, os presépios montados no Natal e a saudade dos que se foram desta moradia. É bom recordar também a grandeza humana de meus pais que no comando da educação deram aos filhos, e ainda dão, o direito de escolher os destinos.







Recanto- Poderia nos falar sobre o seu blog “Memórias Reveladas”? Como começou essa vida de blogueira?

Renata- O blog nasceu do livro Memórias Reveladas – Centro de Investigação da Cidadania e Filosofia. O livro foi escrito em circunstâncias extraordinárias. Eu não queria escrevê-lo. Era para ser somente um discreto desabafo. Mas acabei escrevendo-o durante os nove meses de gravidez. Este período incluiu o retorno ao ócio saudável. E em meio ao turbilhão de transformações físicas e psicológicas pelas quais passam corpo e mente grávidos, surgiu o blog. A ideia foi do meu marido. Criado no dia 10 de novembro de 2009. O blog sempre foi muito de mim, sobre o que eu gosto, sobre o que eu vejo e sobre o que eu sou. Nele trabalho, concentrada e dedicada, escrevo com a mesma intensidade com que se faz tantas outras coisas na vida. Enfim, Memórias Reveladas é meu segundo filho!




Recanto- Como surgiu o seu blog infantil? Fale um pouco dele também!

Renata- A ideia é mais antiga, mas o blog foi criado no dia 02 de setembro de 2011. Para desbravar a maternidade que me felicita com o novo constantemente. O que acontece na vida da minha filha torna-se registro, história, memórias e muitas gargalhadas. Embora eu me veja cada vez mais madura, a chegada da minha filha reacendeu em mim a criança. Encantada com cada sensação nova que acontece na minha vida de mãe precisei do blog para escrever, compartilhar e registrar momentos tão especiais para a Laura ler quando crescer!






Recanto- O que você acha das redes sociais? Qual o significado delas em nossa vida hoje?

Renata- Para mim elas vieram para promover encontros. Bons encontros de informações, ideias, pensamentos e pessoas que se tornam tão, ou mais, próximas quanto os velhos conhecidos. A comunicação através da internet é um recurso importante, é um aliado na constituição dos modos de vida, do cotidiano contemporâneo e abre portas e janelas para o mundo, provocando um tipo de sociabilidade muito bem pensada e inovada pelos seus idealizadores. Antagonicamente, o abuso promove declínios nas relações.



Recanto- E as escolas de hoje? Qual sua opinião sobre elas? Acha que temos um país onde a leitura é incentivada?

Renata- Entrei na escola aos 5 anos de idade e saí aos 31. Dos 26 anos passados na escola, sei exatamente como ela funciona, currículo falho, decadente, limitante e incompleto. Portanto, ao decidir qual seria a melhor opção para a minha filha, eu sabia que ela merecia mais. Que as crianças e adolescentes merecem mais. Do caminho trilhado até a escolha da escola para Laura, eis minhas considerações em pílulas: ela não precisa de escola para se socializar. Ela tem amigos e convive com crianças antes de ter frequentado escola. Ela não precisa da escola para desenvolver seu potencial criativo, principalmente porque ela foi estimulada desde cedo e continua. Ela não precisa da escola para aprender limites, ela tem uma mãe atenta e presente. Ela não precisa da escola para aprender a respeitar as diferenças e a conviver com as pessoas: isso se aprende vivendo. Ela não precisa da escola para gastar sua energia, se eu puder lhe proporcionar atividades estimulantes que ela goste de fazer. Então, para que serve a escola? No caso da Laura, a escola entrou na vida dela, e na minha como mãe, quando ela completou 2 anos. Depois disso, as vivências tornaram-se ainda mais intensas, especialmente, porque vejo minha filha se divertir, cantar, dançar, interagir com outras crianças cada dia mais, não passar em branco a encantadora infância, vejo-a gostar de ir para a escola e isto é muito importante. Os critérios para a escolha foram muitos. Mas, sobretudo, a emoção de ver brilho nos olhos de quem me apresentou a escola.





Recanto- Você tem algum projeto para um livro?

Renata- Outrora o blog chegou a partir de um livro. Talvez haja um caminho inverso. Outro livro, porém, a partir do blog. Mas ainda não tenho projeto, só vontade.




Recanto- Agora é o momento “Marilia Gabriela”. Eu falo uma palavra e você diz o que te vier á cabeça.

Uma música-  Cale-se – Chico Buarque







Um livro- Filosofia em Comum – Márcia Tiburi






Uma cor- Preto






Um sonho- Educação



Uma alegria- Maternidade






Uma tristeza- Virar de costas para o que realmente importa







Recanto- Deixe um pensamento, uma palavra ou uma frase que goste para nossos leitores.

Renata- “Há três métodos para ganhar sabedoria: primeiro por reflexão, que é o mais nobre; segundo, por imitação, que é o mais fácil; e terceiro, por experiência, que é o mais amargo”. (Confúcio)




Muito obrigada pela gentileza de sua entrevista!

Anne. Eu é quem agradeço por você ser surpreendentemente amiga. Nada melhor que a chama da amizade e da fraternidade para aquecer os dias de morada neste mundão chamado Terra.


Adorei conhecer mais sobre a Renata Diniz, uma escritora inteligente e muito talentosa, que há tempos vinha querendo entrevistar!

Suas respostas foram exatamente o que eu esperava revelando uma pessoa incrivelmente atualizada, capacitada, amorosa e consciente de seu papel no mundo!
Sua filha, Laura, é um caso a parte: fofinha demais e sei que muita gente vai correr visitar seu blog!
Deixo meu carinho e a musica do Chico em sua homenagem.

Se quiserem ler mais da Renata, cliquem em seus links:









9 COMENTÁRIOS:

LUCONI

Que entrevista deliciosa de se ler, não conhecia a Renata mas adorei e fiquei curiosa para ir conhecê-la, parabéns Anne por sua generosidade em sempre compartilhar, beijos Luconi

Mari

O blog da Renata, é bem ela. Tudo ali fala de como é ela. Aqui,depois de conhecê-la um pouco mais, entende-se melhor essa intensidade com que ela vive. Surpreendente visão. Abraços

✿ chica

Gosto muito dos blogs da Renata e vê-la aqui, saber mais dela foi tri legal!


beijos e parabéns às duas!chica

Maria Alice Cerqueira

Bom dia Anne
Gostei muito de ver a Renata aqui, e conhecer mais um pouquinho de sua vida e seu trabalho.
Gostei muito desta maravilhosa Intervista!
abraço amigo para a Renata e para a Anne! Tenham um maravilhoso final de semana!
maria Alice

Tunin

Entrevista espetacular. As resposta foram dadas com muita segurança. Gostei! Abração.

♫*Isa Mar

Oi Anne, cheguei rsss eita eu né?
Muito legal a entrevista da Renata, beijos á ti e á ela!

Renata Diniz

Anne. O que posso dizer diante do seu trabalho? Gostei demais e achei linda a sua formatação, ainda é pouco para expressar a minha satisfação. Então, vou parafrasear o poeta: "A amizade é o perfume da vida". Meu profundo agradecimento, também, à Luconi, Mari, Chica, Maria Alice, Tunim e Isa Mar. Neste mesmo aroma de companheirismo deixo meu forte abraço e votos de ótimo fim de semana para todas!

。♥ Smareis ♥。

Um entrevista valiosa. Adoro ler o que a Renata escreve.Porque vejo sempre muita segurança e sabedoria.Adorei a entrevista, as perguntas bem colocada, e as resposta respondidas com muita firmeza. Beijos A você duas.

Pâmella Ferracini

Conhcer outro lado da Rê, foi muito bom. Já admirava ela, e conhecendo mais ainda, me sinto feliz em te-la como amiga. ♥

Compartilhe