• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

13/12/2011

Guardanapo






( PEDRO GALUCHI)



Maquiagem desfeita
Noite mal dormida
Será castigo da vida?
Trabalho? Coisa feita?
No espelho um trapo
Sente-se um farrapo.
No canto amassado
Um bilhete borrado...
Mais esperança perdida
Foi-se o sonho de véu
Prometido no papel
Tanta jura não cumprida
Carruagem, conto de fada
Viagem de lua de mel
Tornaram-se apenas nada
Pouco restou da despedida:
Doendo no pensamento
Lágrima ressacada
A endurecer sentimento;
Dor cortante navalha
No amanhecer sem calor
Mais um amor errado
Solitária, bate um medo
Derreteu-se outra paixão
Sente arder o dedo
Ao acender o fogão
Nas mãos retalha
Aos fiapos o guardanapo
Com um verso encantado
Que aquecera seu coração

PARABÉNS,PEDRO GALUCHI!


PREMIO ESPECIAL DO JURI XIII- CONCURSO NACIONAL DE POESIA

Visite o autor:


6 COMENTÁRIOS:

LUCONI

Pedro meus parabéns eu adorei a tua poesia, a maneira como poeticamente você nos conta uma história de amor é fantástica, virei fã, parabéns pelo prêmio, estou indo bater à porta de tua casinha, me aguarde, beijos Luconi

Pena

ExtraordináriAa e Fantástica Amiga:
Um delicioso poema apesar da melancolia própria dos grandes poetas e poetizas.
O seu versejar é puro, tal como você, linda amiga.
Um dia há-de encontrar o seu autêntico e majestoso amor.
É perfeita,doce e uma notável poetiza de sonho.
Beijinhos amigos de pureza e encanto pelo concebe de nmaravilhar.
Com respeito e sempre a admirá-la.
Agradecido pela sua visita doce no meu blogue que adorei.


pena

✿ chica

Parabéns,Pedro!Merecido prêmio!Maravilha! abração,chica

Renata Diniz

Extravagante de belo. Meus parabéns. Beijos!

Tunin

Que prêmio maravilhoso, Pedro! Parabéns! Abraços.

Rosa Mattos

Envolvente e criativo.

Meus cumprimentos!! \o/


Abraços da Rosa/
http://contosdarosa.blogspot.com

Compartilhe