• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

10/01/2012

Perplexidade






PERPLEXIDADE
( PAULO FRANCISCO)


Os seus olhos estão tristes 
pupilas contraídas 
reflexo 
tão complexo
e sem nexo 
de um amor partido 
e antigo 
Revivido em um sonho 
inacabado e acordado 
antes de o fim acontecer 
Os seus olhos estão fechados 
na esperança 
de mudanças 
mas só há lembranças 
de um amor perplexo 
com o seu fim.

Visite o blog do autor:

5 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Mais uma linda poesia do Paulo! abração,aos dois!chica

marlene

anne achei divino este poema do paulo parabens aos dois gostei muito bjs um abraço com carinho marlene

Tunin

É um poema que vibra o poema de tão poético que ele é. Parabéns!
Abração.

Rosa Mattos

Essa cadência dos vocábulos dá um gingado muito bom ao poema.

Abraços!!

Paulo

Surpresa boa!!!!!
Obrigado do fundinho do coração.
Um beijo

Compartilhe