• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

29/03/2012

Amigos não brigam





Amigos não brigam!

( Mineia Pacheco)



Gutho e Teobaldo eram amigos inseparáveis. Gostavam muito de brincar juntos e quase nunca se largavam. Depois da aula corriam para o parque e de lá demoravam muito para sair.
Certa vez, Gutho levou para o parque uma bela bola de futebol para brincar com seu amigo, quando Teobaldo viu a bola ficou super animado e falou:
- Hoje a brincadeira será super animada com essa bela bola.
- Será sim, vamos jogar? – Perguntou Gutho
- Mas é claro. – Falou Teobaldo
Correram muito atrás da bola, e depois de muito tempo, já cansados, sentaram um pouco. Um menino que também estava no parque chegou perto deles e falou:
- Será que posso brincar com vocês?
- Não! – Respondeu Gutho.
- Não vejo problema algum, é claro que pode. – Respondeu Teobaldo.
- Já falei que não, a bola é minha quem decide sou eu!
- Mas Gutho, que mal há em deixá-lo brincar conosco? – Perguntou Teobaldo.
- Só quem pode brincar com essa bola sou eu e você. Não quero mais ninguém chutando-a.
- Não sabia que você era tão egoísta! – Falou Teobaldo.
- Tudo bem então, vou indo! – Falou o menino.
- Espera, irei com você! – Falou Teobaldo. Não quero brincar com uma pessoa tão egoísta assim, não pensei que esse meu amigo era assim.

Então Teobaldo e o menino foram brincar no parquinho e Gutho ficou sozinho com sua bola pensando no que acabava de acontecer.
- Como pude ser tão egoísta! – Pensou.
Foi ao encontro do seu amigo e do menino e falou:
- Quero falar com vocês!
Teobaldo respondeu:
- Não quero brigar com você Gutho, pode ficar com sua bola, sozinho.
- Eu não vim brigar, pois AMIGOS NÃO BRIGAM! Vim pedir desculpas ao nosso novo colega por ter sido tão chato e egoísta.
- Fico feliz por você meu amigo, egoísmo não é um sentimento bom. – Falou Teobaldo.
- Você me desculpa amigo?
- Claro que sim, aliás, meu nome é João.
- Seja bem vindo João, então, vamos brincar? – Falou Teobaldo
- Claro que sim! – Falou Gutho.
E naquele momento nascia uma nova amizade, pois Gutho, Teobaldo e João não se largaram mais e viveram muitas brincadeiras por muito e muito tempo!

Visite o blog da autora:








8 COMENTÁRIOS:

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto

Gosto muito da forma que a Minéia escreve.
Ela tem sempre ótimas estórias e sempre passam uma mensagem educativa.
Parabéns a ela e a ti Anne pela postagem.
abração

Ivana

Na minha opinião o mais importante nesta história foi o reconhecimento de Gutho, ele foi humilde, reconheceu que estava errado, e a humildade é uma das virtudes mais bonitas do ser humano. Muito bonita esta história, nos faz refletir também sobre o egoísmo, que só nos traz sofrimento. Um abraço e parabéns para Minéia Pacheco.

Arnoldo Pimentel

Uma bela lição de vida.Linda postagem, beijos.

✿ chica

Gosto muito de ler a Minéia e suas lindas historinhas! beijos às duas,chica

VIVIAN!!!

Otima estória!!! Bom fim de semana!!!!

João Felipe

gosto muito das historinha da Mineia
muito legal
bejos

LUCONI

Um texto delicioso, a Mineia é ótima, bela escolha Anne, beijos Luconi

Minéia Pacheco

Olá Anne,

Feliz por ver mais uma das minhas histórias por aqui, quero agradecer também cada comentário, OBRIGADA!

Beijos no coração!

Compartilhe