• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

21/04/2012

Bem te vi






BEM TE VI

( Chris Amag)


Assim como um pássaro que se torna cativo,
Eu sentia lentamente a minha vida passar,
Sem céu azul, sem outros pássaros amigos,
Sem alguém que pudesse cantar comigo...

E assim, aos poucos, meu canto foi ficando rouco,
Até a canção se tornar muda e por mim esquecida,
Meu Deus! Como pude deixar isso acontecer?
Para onde foram as canções do meu amanhecer?

Apenas hoje me dei conta disso, quando me falaram
Que um dia eu fui um bem-te-vi... Isso me fez refletir...
Que a vida me fez muda, presa em mim mesma
E que tenho de reaprender a cantar, a voar e a sorrir...

Sinto que esse canto esquecido já me enche o peito,
Como se fosse ganhar liberdade a qualquer momento,
As lágrimas já não existem mais, secaram há tempo,
Nada mais me assusta, de errar também tenho direito.

Aprendemos com os nossos erros e perdemos o medo,
Ganhamos coragem para pular carregando asas invisíveis.
Bem-te-vi, volte a cantar no céu azul os seus segredos
E mostre que o nosso Deus torna todas as coisas possíveis.


Visite o blog da autora:

Chris Amag




6 COMENTÁRIOS:

Flavio Ribeiro

Ola Anne,

Bela poesia do Chris!
Certamente o Bem te vi mostrará que o nosso Deus pode sim todas as coisas.

Adorei.

Abraços Flávio.
--> Blog Telinha Crítica <--

✿ chica

Lindo demais! Belo sinal esse bem-te-vi nos dá! beijos,chica

Carla Fernanda

Muito lindo este aprender a viver...

Parabéns à Chris Amag!

Bom final de semana Anne!

Tunin

O nosso Deus é o Deus dos deuses. Ele pode e faz tudo. Bela poesia!
Abração.

Marcia

ADOREI O POST!bJOS!

Maria Cristina Gama

Olá, querida Anne.

Fiquei muito feliz em ver o meu poema aqui, obrigada pelo carinho.

Agradeço também as visita a Márcia, da Carla Fernanda, da Chica e do Flávio Ribeiro.

Um grande Beijo.

Compartilhe