• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

23/05/2012

Caracolito, o caracol que perdeu sua casinha








CARACOLITO, O CARACOL QUE PERDEU SUA CASINHA
( Elza Kunti)


O tempo de repente tinha virado,
Cheio de nuvens escuras,
Muito pesado!

No jardim todos insetos estavam,
muito alvoroçados.
O vento assoprava adoidado,
começava rapidamente a chover.

Formigas para um lado,
Piolhos de cobra para outro.
Aranhas voltavam para suas teias.
Borboletas esconderam-se nas flores.
Joaninhas e besouros ocultaram-se no tronco das plantinhas.
Os caracóis entraram para suas casinhas.
As minhocas sentiram a confusão,
E da terra não saíram mais não.

O único que ficou desesperado,
foi o Senhor Caracolito.
Com toda a chuva forte,
sua casinha foi arrastada,
e ele rastejava sem saber o que fazer.

Se não recuperasse sua moradia,
não sobreviveria.

A Dona Borboleta falou:
-Calma amiguinho!
- Nós vamos ajudar você a sua casinha recuperar.
Ele estava tão  triste e distraído,
que nem percebeu o quanto era querido.

A formiga rainha para ele gritou:
- Amiguinho não  te desesperes.
- Nosso batalhão vai se juntar.
- Por favor  tenha paciência, aguarde a chuva passar.
Finalmente ele percebeu,
que os outros insetos eram seus parceiros,
e agradeceu vibrando com suas anteninhas.

-Precisa ser mais depressa meus queridos,
não posso muito esperar.
- Minha resistência está caindo,
acho que não vou agüentar.

De repente a chuva passou.
Dona Borboleta apressadamente voou:
-  A casinha de Caracolito localizou.
-  Amigos, eu sei onde a casinha de Caracolito está  – diz dona borboleta
- Onde? Onde?  – pergunta a Formiga Rainha
Dona Joaninha e os Besourinhos que estavam a par de tudo foram participar.
-Queremos ajudar. Como podemos fazer Dona Borboleta?
- A casinha foi parar perto de um cactus que é muito perigoso por ser espinhoso!  - diz Dona Borboleta
A Formiga Rainha diz:
- Vou convocar meu pelotão e vamos buscá-la então!
Dona Joaninha e os Besourinhos sobrevoaram o local,
virando sinalizadores coloridos,
apontando para o pelotão de Formiga Rainha entrar.

No meio da operação surgem os piolhos de cobra também querendo ajudar.

- A casinha é bem pesada e temos muitas perninhas dá para agilmente acelerar – diz o Piolho de cobra chefe

As aranhas vieram ver o ocorrido,
prontamente também quiseram de algum modo auxiliar.
- Vamos cercar o cactus com nossa fina teia, diz Dona Aranha agitada.
- Como ela é forte e macia ninguém vai as patinhas machucar.
- Ok, então amigos, vamos o resgate começar! Diz Dona Borboleta
O Senhor Caracolito já estava abatido,
quase sem forças para se mexer,
tentava levemente  bater as anteninhas,
como forma de agradecer.

Todos insetos em grupo,
trabalharam rapidamente,
trazendo a casinha de Caracolito,
que aos poucos foi ficando mais contente.

Depois de toda essa operação,
agora já bem fortalecido,
o Senhor Caracolito resolveu então,
oferecer uma festa de arromba,
em homenagem aos amigos do coração.



Visite a autora: Elza Kunti




6 COMENTÁRIOS:

Arnoldo Pimentel

Um belo exemplo de solidariedade.Beijos.

✿ chica

Uma mor esse caracolito!!Kunti escreve muito bem! beijos às duas,chica

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto

Oi Anne!
Obrigada pela divulgação e pelo carinho.
Já deixei a resposta da brincadeira com a gente lá no Sementinhas.
Quando puder e quiser dá uma passadinha lá.
Uma ótima quarta-feira para ti.
abração com carinho

Rosa Mattos

oi Anne!!

Uma graça de história e boa lição sobre união, apoio e gratidão. Bem criativa.Gostei!

Meus cumprimentos a Kunti/Elza.

Um ótimo dia a todos/!

Ana Bailune

Solidariedade ao caracol em um momento difícil. Lembrei-me muito das últimas chuvas aqui em Petrópolis e na Região Serrana em geral!

Aleatoriamente

Amei o conto da Kunti.
É uma prova de união, de amor entre os bichinhos.
Ela escreve lindamente e com muita magia e poesia.

Beijão Kunti.
Parabéns Anne, pela a autora, bela escolha.

Compartilhe