• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

05/06/2012

Eu sou







EU SOU

( ANA BAILUNE)




Eu sou a luz que brilha
Que te ilumina
E que te cega,
Centrada no alto
Da tua treva.


Eu sou o chão que te falta
E o abismo que te acolhe
E que recolhe
Teus passos claudicantes.


Eu sou aquele que te leva
Ao limiar da tua queda
E que te empurra
Quando tu medras.


Eu sou a voz que tu sufocas
E o medo que te derrota,
Eu sou a faca que te corta
E o teu sangue, quando jorra.


Eu sou a dor, na agonia
Da esperança que tu tinhas
E que te deixa
Sentado à beira de uma estrada
Diante do teu nada.


Eu sou o sol no horizonte
Que banha a tua fronte
E que te salva
Da escuridão da tua alma.


Eu sou aquele que te fala
E que declara
Que o amor que tu sustentas
Nem sempre vence.


E quando a dor chegar, te ergas,
Vá à janela
E grite alto, muito alto,
Quando a esperança estiver morta,


Pois é tolice tentar ser
Demasiadamente forte,
Conter o grito que te nasce
Depois do corte.




Visite o blog da autora:

Ana Bailune

8 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Linda poesia da Ana! beijos às dua,chica

Ana Bailune

Após uma surpresa tão agradável como esta logo de manhãzinha, com certeza, meu dia será bem melhor... obrigada, obrigada, obrigada, Anne!

jose claudio

Eu sou aquele que adimira, extasiado, esses versos tão tocantes, tão intensos, tão belos! Abraços, Ana e Anne. Paz e bem.

Tunin

São versos intensos que nos fazem muito bem lê-los. É coisa da Anne!
Abração.

Renata Diniz

Oi Anne! Assim são os amigos. Beijos!

Rita

Belos versos
Muito bom mesmo
Gostoso de ler e amar
Bjuss
Rita!!!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR)

Não dá pra fugir da dor após o corte, mas não tem que se render aela também. Recomeçar sempre! Parabéns à autora. beijos.

Luna Di Primo

belos versos da Ana... ela escreve com força e isso faz diferença na poesia... bjuuu

Compartilhe