• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

27/07/2012

Terra




TERRA

( Patricia Pinna)


Na medida sem exatidão encontro-me
Sem quase pulso a bater
Sem a alma no meu peito a verter






Ilusão não é a minha conquista
Não vivo a flutuar
Minhas mãos apalpam a Terra
E os meus pés nela dançam
Deitando o meu corpo sobre ela
Sentindo assim o seu frescor
Sob a minha pele ressequida


Terra, força que emana
Sensatez expressando
O momento bilateral


Misturo-me a ela
Sem saber quem é quem
Aprofundo-me até encontrar as respostas
Para o meu coração questionador





Espalharei-me no ar
Somente quando a Terra
Expelir seus ensinamentos
Afagando-me em seu solo
Com o ânimo do Sol a aquecer-lhe
Ao dia de um céu azul
E a chuva a descer
Nas noites misteriosas
De nuvens acinzentadas.




VISITE A AUTORA: Patrícia Pinna.


5 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Adoro ler a Patricia que é sempre intensa em suas inspirações.

Lindas sempre!!beijos praianos às duas,chica

Arnoldo Pimentel

Um lindo texto da amiga Patrícia.Parabéns pela bela postagem.Beijos.

Toninhobira

Bela construção,há uma sintonia com ela nesta mistura.
Boa postagem Anne.
Bjo.

Sônia Silvino (Crazy about Blogs)

Adorei a tua escolha. A Patrícia escreve muito bem e de forma intensa.
Beijos nas duas queridas!

Patrícia Pinna

Bom dia, Anne. Ufa! Ainda bem que cheguei no momento certo para agradecer o seu carinho pela postagem do meu poema.
Obrigada a você e aos amigos!
Beijos na alma, e fiquem com Deus!

Compartilhe