• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

03/08/2012

Chuva de prata





CHUVA  DE  PRATA
( Severa Cabral)



Quando meu coração envelheceu
criou asas e voou
juntos encontramos a lua de prata
chegamos a ser poetas sonhadores



quando meu coração envelheceu
nos encontramos com olhares
como seres emotivos sonhamos
entrelaçamos nossas almas



quando meu coração envelheceu
nos prendemos no amor
com os corações palpitantes
amamos e entramos em êxtase



quando meu coração envelheceu
nós trocamos olhares alado
com desejo de amar
tudo virou chuva de prata



5 COMENTÁRIOS:

MA FERREIRA

Que bacana encontrar a Mammy Severa aqui,,,
Lindo poema... Linda sua atitude em homenagea-la..
Saio daqui feliz....

bjinho...

✿ chica

Severa por si só já enfeita onde passa...Com chuva de prata então!! Lindo!! beijos às duas,chica

Daniel Costa

Anne Lieri

Que CHUVA DE PRATA, goto optativo, por esse bonito poema de Severa, a fazer recordar canção, CHUVA DE PRATA, de Gal Costa,
Beijos para Severa e para ti

Renata Diniz

Anne! Que linda escolha. Fiquei pensando nesse envelhecimento que mais parece rejuvenescimento. Beijos!

Severa Cabral(escritora)

Que susto !!!!!!!
Minha querida Anne,um dia eu falei que ainda vou te buscar para beber um por de sol comigo na minha terra,pois nossa hospitalidade nos leva a isso.Sinto que vc é uma amiga incansável,que está sempre atualizando os amigos.Eu fico feliz toda vez que me vejo aqui,rsrsrs,fico pensando que sou dona das escritas,rsrsrs,mas na proporção que me vejo sendo dona das escritas,sinto-me que vc é quem domina muito bem essa área ,por isso que admiro vc como escritora que és...
Sou grata mais uma vez por me fazer grande no RECANTO DOS AUTORES.Sei que esse espaço não é para qualquer um e,me vendo nele passo a sentir o tamanho da minha responsabilidade como escritora e como amiga da Anne.
Bjs para aquecer a pureza da tua alma!

Compartilhe