• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

17/08/2012

O outro nome da rosa





Saiu meu primeiro livro impresso!


( Rodolfo BARCELOS)


O Outro Nome da Rosa, publicado pela CBJE editora, traz, além do conto que dá nome ao livro, uma coletânea de meus poemas, sob o título Ego in verso.

O conto começa como um pesadelo, que se transforma em um sonho, depois numa busca e finalmente no começo de uma vida nova e excitante. Os personagens - um homem e uma mulher - não revelam seus nomes, até que um terceiro e inesperado personagem entra em cena.

São oito episódios, divididos em quatro capítulos. Eis uma pequena amostra, uma degustação, do que aguarda o leitor que me der a honra de lê-lo:

Março: Equinócio de Outono
A tempestade
Chovia forte e ventava. O crepúsculo caía e a escuridão já avançava sob as copas das árvores, escondendo as trilhas da mata. As violentas rajadas de um sudoeste extemporâneo, prenúncio do outono iminente, carregavam folhas e ramos, redemoinhando entre os meandros da floresta da Tijuca. Apavorada e perdida, ela corria sem rumo certo, tropeçando nas raízes, escorregando nas pedras e mergulhando os pés nas poças lamacentas.
Há quanto tempo corria assim, ansiosa e desesperada, ela já não sabia. Perdera-se durante a tarde, explorando sozinha uma trilha traiçoeiramente fácil, nos descaminhos da floresta. Com a chegada da noite aumentavam o frio, o vento e a chuva. Sem esperança e sem forças, ofegante e febril, um único pensamento a dominava: encontrar um abrigo naquela mata que se transformara, em poucos minutos, de uma paisagem aprazível em um inimigo mortal.
Onde estavam os outros? Por que não ficara com eles? Como num pesadelo, voltava-lhe à lembrança a recomendação do guia de não se afastarem sozinhos do acampamento. Seu espírito aventureiro desdenhara a recomendação, mas nada mais restava dele – apenas uma vontade louca de se atirar no primeiro buraco onde pudesse se refugiar do medo que a dominava.
Uma luz ofuscante explodiu à sua direita, seguida imediatamente de um estampido, como o de um tiro, que se transformou num rugido poderoso. Cega pelo raio, surda pelo trovão, ela tropeçou e caiu sobre uma moita espessa. Alguns espinhos feriram seus braços, estendidos instintivamente em proteção. Gemendo, abandonou-se ao seu destino e rolou sem forças para o lado.
Já era noite cerrada quando ela despertou do desmaio. A chuva continuava. O vento agora era uma simples brisa, mas trazia um frio como ela nunca sentira antes. Sentia cãibras nas pernas, dores nos braços feridos e suas têmporas latejavam dolorosamente a cada batida do coração. Soergueu-se a custo e vislumbrou à distância o reflexo frágil de uma luz amarelada, que se coava entre a ramagem da vegetação. Reunindo suas derradeiras forças, tonta e trôpega, rastejou ao encontro de sua última esperança de salvação.



Para encomendar, mande um e-mail para r46barcellos@hotmail.com, informando nome e endereço postal completo, com CEP, e e-mail de contato.
 Retornarei confirmando o prazo estimado para postagem e entrega. 
Não efetue qualquer pagamento antes de receber essa confirmação.
Restam poucos exemplares da primeira edição; por isso, só posso atender no momento pedidos de um único exemplar.
 Estou providenciando uma segunda edição junto à editora.

2 COMENTÁRIOS:

Carla Fernanda

Nosso amigo Lindo Rodolfo Barcellos!!!

Li e amei!!

Beijos!

LUCONI

Pela amostra parece que o livro é muito bom, parabéns e sucesso, beijos Luconi

Compartilhe