• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

09/08/2012

Testemunhas da agonia





( Toninho Bira)



A vida passa lentamente silente,
Horas se arrastam morosamente,
Com seus ponteiros deficientes.
É o que resta na vida desta gente.

Pensam nos momentos de euforia,
Com o silencio que sobra no dia.
São palavras frias, na noite vazia,
Nada podem dizer desta agonia.

Caminham sem saber o destino,
Buscam a felicidade em desatino,
Vivem o sonho de sedento beduíno,
Ilusão d’água brota no cristalino.

Quando enfim a manhã se acende
Sente no corpo a força emergente
Como uma luz no túnel do descrente
Renasce a esperança novamente.

VISITE O AUTOR: Toninho.
***********************

3 COMENTÁRIOS:

✿ chica

As poesias do Toninho sempre são intensas, bem inspiradas em qualquer dos temas escolhidos. Gosto muito de estar lá no seu blog e fico contente e vê-lo aqui! abração,chica

Rosa Mattos

Belos versos sobre uma triste realidade, mas com a esperança de dias melhores.

Parabéns, Toninho. Muito bom!

Toninhobira

É sempre bom estar por aqui minha amiga.Honra-me.
Grato sempre e fique sempre a vontade.
Agradecido aos que passam e leem.
Meu terno abraço de admiração.
Bjo.
Desde já um belo fim de semana com alegria na familia.

Compartilhe