• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

19/09/2012

Intrigante







INTRIGANTE
( Celia Rangel)

Interessante que descartei Pavlov da minha vida.
Certas situações e estímulos que me forjavam
A ser o que eu não era ou não queria.
Sai do excesso da teoria, e cai na exceção da regra.
Treinamentos, pensamentos aprisionados, condicionados...
Depois de algumas décadas de vida,
Pude ser eu tão somente.
Não espero ouvir o que o outro quer para eu querer também...
Desde um cardápio, um filme, um passeio ou similar.
Hoje exteriorizo minhas vontades satisfazendo-as.
“Eu quero” ou “eu não quero” são lemas que respeito.
Mais do que nunca, a minha individualidade é prioridade.
Aumentou minha responsabilidade, claro.
No entanto, vibro no meu agora,
Com o conteúdo que me apraz.
Interpreto com serenidade meu papel na vida,
Harmonizando-me, e aos outros, legando pistas.
Pauto-me com os bons, e sigo no meu limite e autenticidade.




Visite Célia Rangel, autora.


6 COMENTÁRIOS:

Edna Lima

Adorei este texto! Minha cara.
Creio que isto se chama personalidade!
Dentro dos limites que tenho da vida, é assim que vou vivendo.
Belo! Belo!
Beijos. Edna.

✿ chica

Lindo e adoro os textos da Célia! beijos às duas,chica

Renata Diniz

Anne! Bravo! Meus parabéns à Célia por esse espetáculo de originalidade. Beijos!

Bandys

Um texto que incentiva a acertividade e a personalidade. Adorei.
É o desapego do que "os outros vão achar ou pensar". É assumir atitude..
Anne, sua escolhas são maravilhosas.
Beijos

Giancarlo

Un bel testo, che condivido!! buona giornata...ciao

Orvalho do Céu

Olá, meninas
Ter serenidade diante dos fatos da vida é sublime...
Bjm de paz às duas

Compartilhe