• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

23/11/2012

Armários e gavetas


ARMÁRIOS E GAVETAS
(Rick)



O amor não é uma coisa que em um determinado tempo acaba. Seja porque não deu certo, porque você amou sozinho, ou por qualquer outro motivo.

O amor é uma coisa que permanece. Sem ser esquecido, mudado ou rejeitado. E que talvez, com o tempo, só adormeça dentro da gente.

Não é como uma roupa que você usa, usa, empresta e depois, quando envelhece, você joga fora e compra outra. Quando é amor nunca se deixa de amar. E se amar um dia, amará para sempre, ou enquanto houver vida.

Não que isso signifique que você não possa ter outros amores pela vida. Mais falo como se a gente fizesse “coleção” de amores. Como se eles ficassem guardados em algum ponto dentro do peito, servindo para alguma coisa. Porque mesmo que as varias e varias relações da vida acabem, o que foi bom, sem dúvidas irá ficar guardado.

Para o amor não existe esse papo de tempo, distancia, decepção e etc. Se foi saudável, vai permanecer para sempre. Porque, com absoluta certeza, o verdadeiro amor nunca morre.

Fica adormecido no peito, preste a acordar e trazer todo sentimento de volta.



Visite o autor: RICK


6 COMENTÁRIOS:

Ana Bailune

Talvez duas pessoas que se amam não possam permanecer juntas, pois é 'perigoso...' rsrsrs... mas também acredito que o amor, quando é real, não acaba.

✿ chica

Lindíssimo texto do Rick!! Vou lá vê-lo! beijos,chica

Ana Miranda

Concordo, se foi um amor saudável, ficará guardado na lembrança para sempre!!!

Lindo poema, Anne. Parabéns pelas excelentes escolhas. Sempre.

Nos Amando...

o amor é sublime
encantador
magico
lindo fim de semana bjs

Tamires

:)

Sônia Silvino (Crazy about Blogs)

Mágico.... Adorei!
Vou lá no blog.
Beijoooo!

Compartilhe