• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

10/11/2012

Um pouco de nós




Um Pouco de Nós
(Clara) 






Um dia eu fiz um blog. E escrevi algumas coisas, mas, como alguém leria o que eu escrevia? Ficava pensando como alguém teria curiosidade de acessar e ler. Perguntei para minha filha se ela leria. "Claro que sim, mãe". 

E comecei a escrever bem timidamente.

Quando dei por mim, apareceram muitos acessos, as pessoas liam, comentavam e o mais interessante, voltavam no outro dia para ler novamente.

Comecei a contar coisas de minha vida, passagens, causos, algumas coisas que eu me lembrarei para sempre.

Depois comecei a escrever contos, com personagens imaginários, outros reais, mas que ninguém sabia que eram reais.
Continue lendo...


Contei de alegrias, contei de tristezas, verdadeiras, mas com outro final e que ninguém sabia que uma das personagens era eu.

Sempre fui curiosa e observadora, depois cheguei à conclusão que esse era um item necessário para quem cria uma história.

Alguns amigos me ajudaram, me dando palpites ou corrigindo a grafia. Sou eternamente grata a eles.
contei histórias em capítulos, e até me atrevi a contar uma parte, esperar a reação dos leitores e depois contar mais uma parte, de acordo com o que comentavam; como uma obra aberta. Fantástico!

E com tudo isso conheci muitas pessoas, visitei muitos blogs, segui e fui seguida.

E num deles, o blog Um pouco de mim, da Elaine Gaspareto, vi a inscrição para um concurso de contos, que se tornaria um livro depois, com o apoio da Editora Digitexto.

Arrepiei!

Será agora? Mas será que vão gostar dos meus contos? Se eu não escrever, não vão saber que eu escrevo...

Pensei em histórias, escrevi alguns contos, uns muito curtos, outros muito longos que ultrapassavam as regras do concurso.

Na última semana eu pensei: "É agora ou nunca!". Escrevi os dois contos a que tinha direito de concorrer. Enviei quase que no último minuto.

Pronto, agora é só esperar.

Sinceramente não esperava pelo melhor, por ser escolhida, afinal vi tantos nomes conhecidos, pessoas que escrevem histórias lindas. Enfim, até me esqueci do concurso.

Um grupo de jurados julgaria os contos, sem saber a autoria. Melhor assim! Talvez quando lessem o meu e não gostassem, nem  saberiam que sou eu. Imagina uma pessoa que me segue no blog ficar sabendo que odiaram o que eu escrevi? Melhor não saber a autoria mesmo.

Depois de muitos dias, eis que sai o resultado. Não estava empolgada, mas queria saber quem teria sido escolhido para participar do livro Um Pouco de Nós. Entrei numa rede social, e vários comentários me dando os parabéns por ter sido selecionada.

Hãm? Como assim? Fui no blog que promoveu o concurso, comecei a ler pelo final da lista... e lá estava meu nome! Não consegui ler mais nada! 

Chorei, pulei, ri, chorei de novo... não acreditei! Então voltei ao blog e agora com mais calma comecei a ler do começo da lista e... meu nome estava no começo também! Mas como assim? Então, meus dois contos foram selecionados!

Quase morri de novo!
isso era realidade: meus contos lançados num livro com novos autores!

O livro Um Pouco de Nós é exatamente isso: escritores iniciantes, anônimos talentosos, sonhadores, com um sangue quente correndo nas veias, sedentos por uma oportunidade, um olhar especial a esse dom de escrever e uma ansiedade incontrolável em pensar que agora centenas, ou quem sabe milhares de pessoas vão ler o que escrevemos.

Todos os textos foram feitos (falo por mim, mas com a certeza de que todos vão concordar comigo) com todo o carinho, com toda a dedicação para rechear um livro que como o nome diz, é um pedacinho de cada um de nós, para vocês, queridos leitores.

Muito obrigada a todos, em meu nome e de mais vinte e três autores de Um Pouco de Nós.






Visite a autora: CLARA


Saiba mais sobre o livro: aqui

9 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Clara merece todo reconhecimento.Escreve muito bem!Gosto! beijos às duas,chica

Lita

Gostei muito de ler sua postagem aqui, Clara, e parabéns pelo seu livro. Vou visitá-la.
Beijos para as duas.
Lita

Clara

Bom dia, Anne...

Sempre tão gentil e carinhosa com a gente... fofa!

Já agradeço os comentários todos, que são mais que incentivos para não pararmos nunca de escrever. Amo!

Beijos

She

Ahhhhhhh que reconhecimento mais lindo e justo, amei! A Clara é uma excelente escritora e uma contista espetacular! Adoro tudo que ela escreve! ;)
Beijo, beijo nas duas mocinhas! (hehe)
She

Rita

└──●►
Nesse sábado quero deixar um abraço
e um final de semana cheio de muita
alegria, gostar dos seus post me faz
feliz pq tem tudo que gosto
Lindo como sempre,parabéns a Clara
ela merece
Agradeço sempre sua visita
Bjuss
Rita
└──●►

O Profeta

Cinco letras…
Cinco pontas de cadente perdida na aurora
Na loucura de alguns instantes escrevo
Descalço vou adiante num ir longe, embora

Solto das mãos murmúrios sussurrantes
Do basalto explode um bando de pombos bravos, alguns negros
Há um livro branco apenas com a palavra ausência
Há uma carta de marear para um rumo de mil segredos

Flores de solidão crescem em pedaços de fria lava
Um espantalho saltou-me do bolso a remexer
Uma sombra desceu a janela e tocou-me
Cerrei olhos para sentir o que não queria ver

Luminoso fim de semana


Doce beijo

Daniel Costa

Anne

Aconteceu uma interessante crónica e boa reflexão de Clara,a merecer também parabéns.
Beijos

LUCONI

Adorei este jeito dela escrever, vou já já em seu blog, parabéns Clara e a Anne querida, beijos Luconi

Orvalho do Céu

Olá,meninas
A Clara e vc são duas amigas de verdade por aqui... sinceras...
Bjm de paz e orante às duas

Compartilhe