• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

22/10/2013

A borboleta azul

A Borboleta azul

(Eliane Jesus)





Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.

As meninas sempre faziam muitas perguntas.
Algumas ele sabia responder, outras não.

Como pretendia oferecer a elas a melhor educação,
mandou as meninas passarem férias com um sábio
que morava no alto de uma colina.

O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.

Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma perguntaque ele não saberia responder.

Então, uma delas apareceu com uma borboleta azul
que usaria pra pegar uma peça no sábio.

- O que você vai fazer? - perguntou a irmã

- Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta.

Se ele disser que está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar.

Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la e esmagá-la.

E assim qualquer resposta que o sábio nos der está errada!

As duas meninas foram, então, ao encontro do sábio, que estava meditando.

- Tenho aqui uma borboleta azul.

Diga-me sábio, ela está viva ou morta?

Calmamente o sábio sorriu e respondeu:

- Depende de você. Ela está em suas mãos.

Assim é a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro.

Não devemos culpar ninguém quando algo dá errado.

Somos nós os responsáveis por aquilo que conquistamos (ou não).

Nossa vida está em nossas mãos, assim como a borboleta azul.

Cabe a nós escolher o que fazer com ela.


Visite a autora:




( Facebook)

8 COMENTÁRIOS:

Mari Rehermann

Adoro esta mensagem...linda!!

Beijinhos!!♥

✿ chica

Muito linda essa mensagem.Gostei! beijos às duas!chica

Sinval Santos da Silveira

Boa tarde!
Sempre me encanto com teus textos.
São mensagens maravilhosas.
Parabéns
Sinval

Beatriz Bragança

Querida Anne
Grande lição!
Uma bela história para se reflectir!
Muito obrigada por ter partilhado e por nos ter dado a conhecer quem bem escreve.
Beijinhos da
Beatriz

Augusto Sperchi

Olá Anne!
Já conhecia essa história, pois ela circulou muito pela net. Ela traz uma verdade subjacente, porém conclui de forma determinista: nem tudo em nossas vidas dependem de nossas escolhas. Há fatos que alteram nossas trajetórias de modo indelével, independente de nossa vontade. Alguns são fantásticos, outros aterradores. Pode-se concluir que nem tudo está em nossas mãos.
Um abraço e tenha bons dias!

Célia Rangel

Muita introspecção nos dá essa mensagem! Valeu!
Abraço.

MARILENE

É muito significativa a lição que vem dessa mensagem, que li faz algum tempo. Nossas escolhas precisam ser pensadas e repensadas, pois arcaremos com as consequências. Bjs.

Toninho

Que mensagem linda Anne.
O que quer e pode nossa mente.
Gostei.
Sabedoria é tudo.
Bela partilha.
Abraços.
Bjo

Compartilhe