• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

10/10/2013

Os varais e a vida


Os varais e a vida...

(Chica)






Nossa vida pode ser comparada à um grande e extenso varal e todos os nossos feitos, tudo que passa por nós, às roupas nele estendidas...


Os nossos parceiros, os filhos, trabalho, estudos, boas ou más ações, enfim, tudo...


Antes de lavar as roupas, em geral, fazemos uma seleção... Não misturamos, simplesmente ...


Temos as roupas sujas, as muito sujas, que devem ser lavadas e muito bem esfregadas para que voltem ao original....


Temos outras, que apenas precisam uma lavadinha, para tirar o pó...


Outras ainda, que de tanto esfregar, se rasgam ou desbotam, não suportando o "sabão" que nelas usamos...


Na vida, nos deparamos com situações grandes, imensas que precisam ser trabalhadas e mexidas.


Se as deixarmos simplesmente ali paradas, nunca voltarão ao normal... e ao lado destas, há as outras, mais simples...


Como com nossas roupas fazemos uma seleção, nossos problemas também precisam ser analisados, ver sua razão e tentar achar um modo de aprender, conviver com eles ou dar uma solução...


Temos então, "roupas" coloridas, leves, pesadas, escuras, claras... No nosso dia-a-dia temos também, passagens felizes e outras tão tristes.


E muitas vezes, num só dia elas acontecem... Isso tudo é natural!


Assim, em muitos dias "penduramos" roupas bem diferentes, de texturas completamente diversas...


Algumas nos dão o maior cansaço, outras não exigem quase nada...


Umas, para que sejam estendidas, exigem que nos "estiquemos" muito, dando a impressão que nosso varal está numa altura muito superior às nossas capacidades, outras, basta que as joguemos, mesmo de longe e já caem ficando na posição exata...


Um detalhe também é que nenhuma roupa pode ser colocada em nosso corpo ainda molhada.


Assim, somos obrigados a respeitar o tempo de secagem de cada uma...


Só então, estarão prontas!Isso tudo não importa.


O importante é que não nos deixemos abater e que nunca percamos a vontade de pendurar nossas roupas no varal...


Uma por uma, sacudindo-as ao vento...


Com elas estendidas, olhando de longe, num momento de reflexão, podemos perceber que no nosso"varal", temos de tudo um pouco e que ali, todas juntas, a "composição" fica bem bonita!


Nossa vida está então, bem colorida...


Nem se percebe que há entre elas algumas bem surradinhas, rasgadas, faltando até botões...


O todo ficou bonito...


Um dia, outro varal será estendido, novas "roupas"serão nele colocadas...



Novos ventos também as soprarão...(Chica)





Visite a autora em seu blog:

10 COMENTÁRIOS:

Severa Cabral(escritora)

Boa noite minha querida e muito amada amiga das letras !!!!!!!!!!!!
Tens o dom da conquista,isso sim,te digo com certeza ...
A Chica nem se fala,uma pessoa sábia;sabe conquistar pela amizade,pelas palavras,pelo carisma,pelo carinho e pela sinceridade.Sem falar na humildade de pessoa.Uma pessoa riquíssima,de coração gigante.Nossa! como amei essa criatura que por mim passou.
Que extraordinária lição de filosofia! Como de um varal com roupa estendida podemos tirar tantas lições para o que se passa no nosso dia a dia! Adorei esta comparação e o quanto posso aprender com as sábias palavras da Chica.
bjs minha flor de primavera !

✿ chica

Que legal ver aqui o meu varal, aliás as roupas são do varal do vizinho,rs... Muito obrigado e também à Severa que tanto carinho tem pra dar. E já faz uma semana que nos encontramos! Passou rápido! beijos às duas, chica



Ana Bailune

Bom dia, Anne. Filosofia verdadeira, baseada na simplicidade do cotidiano. maravilha!

Ana Paula

Vida e varal.
Que reflexão profunda a Chica nos traz com esta maravilhosa comparação poética.
Que bons ventos soprem em nossos varais, em nossas vidas para arejar os momentos ruins que dela fazem parte, para trazer a delicadeza do perfume de roupa lavada e seca ao sol.
Um beijo para vocês!

Celina

Oi querida chica, achei a comparação muito legal, comparaste com sabedoria o nosso dia a dia e a beleza de vê~las balançando ao vento , as vezes quando as minhas roupas eram estendidas eu dizia as minhas filhas que pareciam o beco da Al-fama em Portugal onde as roupas balançando ao vento formam um cenário lindo!!Um abraço grande as duas. Celina

http://odeclinardosonhos.blogspot.com

Estes são pedaço de um tempo que o tempo vai apagando...
beijo amiga
anacosta

Daniel Costa

Anne

Só a Chica, para nos servir este varal de emoções. Assim como quem, não entende do que fala, escreve uma magnífica crónica.
Beijos a ambas

Renata Diniz

Anne! Foi ótimo reler a Chica aqui no Recanto. Chica viabilizou uma lição de vida através desse conto. Beijo!

Dorli

Oi Chica,
Gostei da sua participação
Vamos colocar nossas roupas no varal e se por acaso essas roupas não nos servem mais, pois engordamos, o que fazemos com elas? Emagrecer não da mais e nessas roupas se doarmos irão juntos os nossos problemas.
O que fazer Chica?
Beijos
Lua Singular

Orvalho do Céu

Olá, queridas Anne e Chica
A máquina tá na ativa por aqui.. cheguei de viagem e já viu...
A imagem comparativa me sugere renovação... libertação de ares mofados... pelo nosso interior e exterior...
Bjm de paz e bem

Compartilhe