• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

20/02/2014

Quero ficar só



Quero ficar só!
(Mineia Pacheco)







A lagarta Tatá vivia brigando e discutindo com todos seus amigos. Ela queria sempre ser a dona da razão, não suportava que ninguém a contrariasse!

Seus amigos não gostavam de conversar com ela, pois as conversas com Tatá sempre terminavam em briga, e ela, aos poucos, foi ficando excluída!

Certo dia ao acordar, ela se aproximou de um grupo de amigos e foi conversar com eles, quando de repente começou mais uma vez a brigar. Seus amigos logo falaram:

- Não dá para conversar com você Tatá!

Ela olhou para os lados e falou:

- Quero ficar só!

E assim fez, foi andando sem olhar para trás, e seus amigos não se importaram. Ninguém gosta de gente chata por perto!

Tatá andou, andou... Queria conhecer outros lugares, outras pessoas, fazer novas amizades. Ela pensava que aqueles amigos eram complicados demais!

Já estava anoitecendo, e Tatá ninguém encontrou, resolveu dormir próximo ao rio. No outro dia ela acordou cedinho, olhou para os lados e não viu ninguém, resolveu andar um pouco mais... E nada!

Aproximou-se de uma enorme pedra e nela sentou, e ficou ali pensando em tudo que estava acontecendo, na sua convivência com seus amigos e em todas as brigas. Então chegou a uma feliz conclusão:

- Nada muda se EU não mudar!

Ficou feliz ao pensar assim, voltou o mais rápido que pôde para junto dos seus amigos. E ao chegar lá, eles não ficaram muito felizes em vê-la, mas ela foi logo falando:

- Esses dias que fiquei sozinha serviram para que eu pudesse entender e perceber o quanto vocês são especiais para mim. E por isso, irei fazer o possível para mudar e ser uma melhor amiga. Quero me desculpar de tudo de errado que já fiz e dizer que de hoje em diante serei uma nova Tatá.

Os amigos se entreolharam, estavam felizes por ouvir aquelas palavras de Tatá.

- Ninguém é feliz sozinho, por isso, não quero perder a amizade de vocês!

Tatá aprendeu uma valiosa lição naquele dia, de uma forma triste, pois precisou ficar sozinha para entender o quanto é importante ter e conviver bem com nossos amigos!



Visite a autora em seu blog:




9 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Tatá teve que sentir saudades, aí valorizou! Linda como sempre ! bjs pra ti e Minéia! chica

Beatriz Bragança

Querida Anna
Que bela historia!
Muitos parabens a autora.
So sofrendo um pouco e que damos valor ao que temos e os amigos sao o que de melhor podemos ter!
Obrigada por partilhar textos com tanto interesse.
Beijinhos
Beatriz

Anete


Um texto ótimo e verdadeiro! Que bom que a Tatá caiu na real e aproveitará muito mais a vida... Ninguém é uma ilha!!

Parabéns p Minéia!
Um beijo

Renata Diniz

Anne! Sem experiência não somos capazes de decidir bem. Beijo!

Daniel Costa

Anne, me foi dado ler um excelente conto se Minéa Pacheco, também especialista do conto infantil.
Beijos

Minéia Pacheco

Olá amiga querida,

Tão bom poder reler um de meus continhos aqui em teu cantinho.

Agradeço o carinho de sempre!

Beijosss!!!!

Raylander Araújo

Lindo conto infantil...

Luconi Marcia Maria

Minéia tem o dom de falar a linguagem dos pequenos, eu como adoro textos infantis, amei, parabéns Minéia por esta deliciosa história, beijos Luconi

Celina

gostei muito do conto além de interessante passa uma lição para todos que, não valoriza uma amizade, ninguem vive so,´parabéns a autora, Um abraço fraterno, Celina

Compartilhe