• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

08/03/2014

Recanto entrevista Marcelo Rua

Recanto Entrevista Marcelo Rua

(Anne Lieri)




Marcelo, onde você nasceu e onde mora hoje?

Nasci na cidade do Rio de Janeiro, mas fui criado em um município vizinho, São João de Meriti, próximo à zona norte da cidade.



Conte um pouquinho de sua infância para nossos leitores.


foto do acêrvo do autor.

Tive uma infância humilde, porém feliz, em uma época em que se podia viver com mais simplicidade. 

Fui criado bebendo água de filtro de barro e convivíamos com toda sorte de insetos e as plantas que meu avô cultivava no quintal lá de casa. Meu pai, já falecido, trabalhou muito para suprir as necessidades da família e nunca nos faltou nada, apesar das dificuldades, e sempre cuidou de repassar valores familiares e cívicos que cultivamos até hoje.

 É o maior homenageado em minha obra, pois tenho um personagem inspirado nele: os familiares e conhecidos que leem meus livros o reconhecem na mesma hora pela descrição, digamos, bem peculiar que fazia o tipo! (Rs)




E hoje? Como é sua família? É casado? Tem filhos?

Fui casado, divorciei-me, tive companheira, mas não tenho filhos, ao menos que eu saiba, pois meus relacionamentos na época não duraram muito tempo. Devo ser mesmo uma pessoa difícil de conviver. (Rs)

Escrever é uma paixão ou é mais? Conte sobre como começou a escrever, com que idade e tudo.



É mais que uma paixão: escrever para mim é viver, simplesmente. Recordo-me de ter escrito meu primeiro poema aos oito anos de idade, no natal de 1979 como forma de chamar a atenção da família reunida, mas não obtive graça ou favor nisto porque estava todo mundo muito ocupado conversando, bebendo e confraternizando para dar atenção a um menino mimado como eu querendo despertar o interesse dos adultos. Três anos depois, eu lia o primeiro romance infanto-juvenil que caiu em minhas mãos e naquele instante eu soube não que viria a ser, mas que era, desde já, um escritor em potencial.



Você tem quantos livros publicados? Conte sobre cada um (deixe o link de como comprar também).

São três livros que compõem minha fase realista e os livros podem ser lidos de forma independente, não linear, ainda que formem uma sequência a ser definida ─ respectivamente, juventude, desenvolvimento e maturidade:

Os Dias Voláteis ─ Romance da Juventude Brasileira



As Vagas Gigantes ─ Novo Romance da Juventude Brasileira



A Cabeça de Holofernes ─ Último Ato da Juventude Brasileira

Links para ler trechos dos livros e buscar informações sobre como adquiri-los:


Clube dos autores- AS_VAGAS_GIGANTES

Clube dos autores- A_CABECA_DE_HOLOFERNES

O livro Os Dias Voláteis pode ser encomendado diretamente com o autor enviando mensagem inbox para seu perfil pessoal no Facebook ou por e-mail, os demais no Clube de Autores:



Links e blog para curtir e ler trechos de seus livros no Facebook:






(Des) Conexões (blog de poesia):


O que você acha das redes sociais como instrumento de divulgação?


Julgo-as muito úteis. Graças a elas tenho divulgado meu trabalho como autor e aos poucos ganhado algum reconhecimento, pois tenho ouvido muitos elogios a minha obra. Críticas construtivas também são bem recebidas, certamente.

Musica preferida.

Rock de garagem e blues rock dos anos 60 (The Who, Yardbirds), hard rock & heavy metal dos anos 70 e 80 (Black Sabbath, Iron Maiden, Mercyful Fate etc), algumas bandas punks do período (Misfits, Dead Kennedys). Nacionais, gosto de Legião Urbana, (mais especificamente os álbuns Dois e Que País é Este), e algumas bandas similares dos anos 80.



Cor preferida.

Azul.




Animal preferido.

Cachorro.


Faísca, o cãozinho do Marcelo.

Lugar preferido.

Minha casa.




Flor preferida.

Hibisco.



Uma frase para nossos leitores.

Valorizar mais o autor nacional para valorizar a si mesmo uma vez que a cena cultural em nosso país é rica em temas e variações, portanto não deixando nada a dever ao que vem “de fora”.




Muito obrigada pela gentileza de sua entrevista.
Foi um prazer conhecer mais sobre sua vida e seus pensamentos!
Desejo muito sucesso!



Disponha. Volte sempre.

6 COMENTÁRIOS:

Renata Diniz

Anne! Meus parabéns ao autor. Eu penso que escrever é bem como o escritor diz: é viver e eu diria que é liberar todas as dores. Sucesso ao autor. Beijo!

Célia Rangel

Excelente entrevista de alguém que se construiu a partir de sua realidade! Gostei do que li.
Abraços.

Daniel Costa

Anne, para já, ainda a tempo, desejo Bom Dia da Mulher. Depois como sempre gostei de saber da vida de maias um escritor, Marcelo Rua. Como entrevistadora, voltaste a traça bem o guião de perguntas, para um bom entrevistado.
Beijos

✿ chica

Gostei de ver a naturalidade, o espírito bem humorado das respostas! Valeu! abração aos dois,chica

Elvira Carvalho

Nunca li este autor, mas gostei da sua entrevista, da lucidez e humor das respostas. Desejo-lhe o maior sucesso.
Um abraço e bom Domingo

Beatriz Bragança

Querida anne
Felicito o seu entrevistado!
Fiquei fascinada pela forma como fala do pai! Grande homem! Grande escritor.
Desejo-lhe as maiores felicidades e muito sucesso.
Um beijinho
Beatriz

Compartilhe