• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

27/04/2014

Meu pedaço de chão

Meu pedaço de chão

(Tunin)





No meu pedaço de chão,
Terra de minha infância.
Nas brincadeiras de então,
Ganhei força e tolerância.



Pés descalços, areia quente.
Sol brilhante, satisfação.
Filtro solar incoerente,
Sem problema a insolação.



Não havia carros na rua,
Só gritaria de criança.
À noite corríamos sob a lua,
Hoje a saudosa lembrança.



Minha terra, meu sertão.
O rancho na beira do rio.
Lá ficou meu coração,
Quando me lembro, arrepio.



Faz tempo não vou lá.
Quero rever minha cidade.
O peito partido de cá,
Guarda quieta a saudade.




Visite o autor:








8 COMENTÁRIOS:

Daniel Costa

Anne

Belo poema de Tunin, com ele nos vem habituando. Agora, deixando antever certa dose de nostalgia.
Deixo os meus parabéns ao excelente poeta.
Beijos

✿ chica

Como sempre, Tunin arrasa em suas inspirações que nos levam em viagens junto com ele! Adorei mais essa e bom ver Tunin aqui também! abração aos dois,chica

Célia Rangel

Profundamente sincera a inspiração de Tunin... Saudade que bate no fundo de nossa alma quando lembramos de nossas origens!
Abraços.

Gracita Fraga

O Tunin nos leva numa maravilhosa viagem à infância. Belíssimo poema. Parabéns grande poeta.
Beijos pra ti amiga Anne e um carinhoso abraço para o Tunin

LUCONI MARCIA MARIA

Como sempre o Tunin arrasa com suas belas inspirações, gosto muito de tudo que ele escreve, neste fez-me recordar a infancia, tão bom, bjos e parabéns a ele e a você Anne que sempre escolhe o melhor

Tunin

Anne, muito obrigado por divulgar meus simples poemas. Você é muito generosa. Obrigado, também, aos meus amigos que tanto me elogiaram. todos são suspeitos porque moram em meu coração.
Abraço a todos.
Beijos,Anne!

Bolhinhas de Sabão para Maria

Mas que linda recordação.. lindos versos, com ponta de tristeza no fundo... Nostalgia poe mais beleza nos poemas...

Parabéns ao Tunim! Amei

Beatriz Bragança

Querida Anne
Um poema belo e nostálgico!
O nosso pedaço de chão representa as nossas raízes!
Obrigada por partilhar a poesia de Tunin.
Beijinho
Beatriz

Compartilhe