• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

17/05/2014

Entre o amor e a loucura

Entre o amor e a loucura

(Francilangela Clarindo)




Podemos chamar o amor de loucura?
Uns dirão sim
Outros, não.
E você, que dirá?



Linha tênue separa
O amor da loucura
Ora estamos
Num e noutro espaço.



Quem não fez loucuras por amor?
Atire no pasto a primeira pedra,
Jogue ao vento a primeira palavra,
Encante seja quem for.



Encantos de um ser enamorado
De um louco pelo amor enfeitiçado
De uma vida já empobrecida
Pela dor que não foi esquecida.



Entre o amor e a loucura
Vive o homem a testemunhar
Dor, luta, alegria, candura
Numa vida que não quer ultrapassar.



Esta poesia faz parte da Antologia IV da Academia nacional de letras do Portal do poeta brasileiro.

Francilangela Clarindo é professora, cursou Letras e é de Fortaleza.

Na semana passada eu a conheci pessoalmente aqui em São Paulo onde moro.

Uma moça bonita, sorridente e falante, casada e com um filho de oito anos.

Tivemos apenas uma hora para conversar mas foi suficiente para perceber a pessoa do bem que ela é, seu amor pelas artes e poesia.


Franci, adorei conhecer você e deixo aqui o meu carinho nessa postagem desejando que volte mais vezes a essa terra da garoa! 

Beijos da Anne!




Visite a autora:

7 COMENTÁRIOS:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR)

Amor e loucura caminham juntinhos, amiga. E a gente não toma emenda rs rs. Parabéns pelo belo poema.

✿ chica

Que lindo e que bom tê-la encontrado, ainda que por pouco tempo! Sucesso à Franci e beijos às duas,chica

Rita Sperchi

Querida se foi bom pra vc conhece-la
bom pra nós tbém saber que tem pessoas lindas por ai
Parabéns as duas

Bom final de semana
Bjusss
Rita╭•⊰✿

Célia Rangel

Um belo encontro de autoras conceituadas!
Fluiu amor à arte de escrever!
Parabéns às duas!
Abraços.

Poesia do Bem

Amor e loucura andam ligadas, eu sou uma louca amante de um amor terno e apaixonado que nunca se foi, mas que não se realizou.Lindo poema

Tunin

NO amor é assim, quando a gente se dá conta já fez a loucura, rsrs.
Muito bom!
Abração.

Beatriz Bragança

Querida Anne
Gostei muito de conhecer Francilangela, através do poema que redigiu.
Felicidades para ela .
Um beijinho
Beatriz

Compartilhe