• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

23/05/2014

Feminina




FEMININA

(Celia Rangel)








Meigamente derrama sobre mim o amor divino,
Em enorme profusão como se ainda fosse possível,
Amar sem medidas humanas.

Amando você, você e você.

Sob várias formas, sentidos e sentimentos,
Sensações exuberantes do físico para a alma...

Uma paz, um enlevo, uma nostalgia,
Que, se delega de um a outro, sem resistência alguma.

Amar o ausente, o presente, o feliz, o infeliz, o carente...

Na magia do existir, saber partilhar a maior doação de todas,
O amor puro, envolvente, ternurizante,
Que se acopla em nosso ser,
Sem pressa, sem tempo, sem cobranças...

Apenas na espera de ser em si mesmo,
A herança amorosa que transcende ao infinito,
Em extensão de almas que se aconchegam...

Sublimando a serenidade de amar.





Visite o blog da autora:




6 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Linda poesia da Célia que sempre assim escreve:lindamente! beijos às duas,chica

Célia Rangel

Oi, Anne!
Obrigadíssima por tamanha massagem em meu ego!
Beijo da Célia.

Daniel Costa

Anne

Para o meu jeito de ver a sentir a poesia, acho que a Célia Rangel tem muito valor para passar no Recanto.
Beijos a ambas

Carla Ceres

Sou fã da Célia. Adorei encontrar um de seus trabalhos aqui. Parabéns pela escolha!

Beatriz

Como Célia canta bem o Amor! Seus poemas são lindos e nos fazem muito bem!

Beatriz Bragança

Querida Anne
Os meus parabéns a Célia Rangel,pois o poema é impressionante!
«Na magia do existir,saber partilhar a maior doação de todas!»- simplesmente maravilhoso.
Oxalá todos pensassem assim!
Um beijinho
Beatriz

Compartilhe