• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

01/07/2014

A noiva da colina

A noiva da colina

(Elisandra Eccher de Andrade)





Ler um livro onde as palavras se transportam para nossa imaginação e se transformam em cenas de uma vida, deixa qualquer leitor satisfeito.

Francilangela Clarindo consegue esse feito em muitos de seus poemas,principalmente em “A NOIVA DA COLINA”.

 O lugar pode existir ou não,mas na minha imaginação já estive lá e vi tudo acontecer.
Seja com rimas ou poemas livres a escritora mostra que, o que escreve pode ser vivido por qualquer pessoa, seja na realidade ou no mundo da fantasia.

Falando sobre a “CAMA” ou com “ PARCIMÔNIA”, ela nos revela um pouco de “ EU E VOCÊ”. Sobre o charme que os fios do “MEU CABELO” ou do seu podem ter. E nos mostra que ela como qualquer um de nós, pensa quando estamos esgotados: “QUERO É DORMIR”. Sua mente sempre com a “MANIA DE INVENTAR” e nos embebedar com uma “EMBRIAGUEZ” de sentimentos, faz que em cada página prossigamos atrás da “CAÇADA” de seus pedaços ocultos em cada palavra. E descobrimos o que ela quer do leitor, na mescla de cada letra ela mostra o “QUERO VOCÊ” leitor e nos remete ao “TOCA-ME” pelo simples prazer de ler. 

“ACHO TÃO BOM, quando encontro uma escritora que “NÃO IMPORTA” o que viveu, mas que com “AFEIÇÃO”, “EXPLICAÇÃO” e “DEGLUTIÇÃO” de emoções, ensina que é bom seguir em frente e colocar tudo no papel. “ENCONTRO” a minha, a “TU VIDA” e a de diversas pessoas aqui. Já que jamais um poeta vai conseguir transmitir somente o “SONO SONHO” de sua própria vida, pois o destino é um círculo onde tudo se fecha e muitas caminhadas são parecidas, é ai que notamos as semelhanças e dividimos os momentos.

 “UM POEMA PUXA O OUTRO” e assim a escritora nos brinda com cada “POEMA” pensado em seu “ESQUEMA”, que nada mais é que emoções vividas e remexidas, uma vez, duas vezes ou até “VINTE E TRÊS” vezes. E “LÁ NA RUA 24” ela recorda da amiga que decidiu estacionar no tempo, “EU, HEIN” é cada um, mas antes viver assim, que ser um “MORTO VIVO”, nessa roda da vida que é tão curta. “VIVER” deveria ser o tema de todo ser humano por mais difícil que seja, “O QUE NÃO É BOM NA VIDA” a gente melhora e transforma, pois com cada degrau que subimos ou caímos, sabemos que virarão uma bela história. Todos sofrem por amor, “MAS MESMO ASSIM QUERO AMAR” até mesmo a “COMPLIEXPLICAÇÃO” desse grande sentimento. 

Não sei se esse pequeno jogo de títulos deixará você curioso com o que está por vir, mas para eu leitora foi incrível criar essa impressão de algo que aprecio como as poesias impressas nessas páginas.




ElisandraEccher de Andrade é assistente comercial, mas o que ama mesmo é ser uma blogueira literária, desde 2008 mantém o blog A Magia Real. 

Sonhadora de plantão, vive no mundo da lua, mas com os pés no chão. Você a encontra sempre pelas redes sociais. Ela pode estar longe, mas parece que está na sua frente quando bate um papo virtual, um pouco louca em matéria de livros, pois manter uma estante com mais de cinco centenas dos mesmos, não é para qualquer brasileiro. 

Somente os amantes literários, sabem que leitores viciados amam ser rodeados por tantos livros. Quer viver eternamente para ler tudo que aprecia. Grata por encontrar a boa literatura, deseja que os autores nacionais cresçam cada dia mais.

 Espera que simpatia, seja uma das palavras com as quais os outros a definem.




Visite a autora:

3 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Que beleza de apresentação essa aqui! Gostei de ver e de saber mais sobre a autora! bjs, chica

LUCONI MARCIA MARIA

Anne a Francilangela lançou mais um livro e eu não sabia, como me distancio às vezes, mas fiquei contente esta menina tem um sorriso contagiante de esperança e fé, tenho certeza que seus livros também são excelentes, beijos Luconi

Tunin

Muito bom, Anne!
Abração.

Compartilhe