• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

01/07/2014

Inveja do bem

Inveja do bem

(Leila Rodrigues)







Ultimamente inventaram essa tal inveja branca ou inveja do bem.


 Achei interessante e hoje vou confessar a minha. Sim, porque todos nós temos algo que gostaríamos de ser ou de ter feito e não conseguimos.  E quando identificamos alguém que o faz muito bem, fica aquele resquício de admiração e vontade que chamamos de inveja branca.


Eu tenho a minha. Eu invejo pessoas, principalmente mulheres que nunca tem preguiça. Acho lindo! Mulheres que acordam cedo até no final de semana, nunca faltam à academia, nunca quebram a dieta, passam cremes antes de dormir toda noite e sempre se lembram de tomar 3 litros de água por dia.


Elas são fantásticas! Inspiração  e incentivo para todas nós mortais. Elas não têm frizz no cabelo, não tem espinhas indesejáveis e estão sempre prontas para um happy our. Sem falar no guarda-roupa, organizado de segunda a segunda.  Ah como eu invejo essas mulheres! Já tive tanta vontade de ser assim que um dia experimentei. E consegui! Mas, pobre mortal que sou não fui capaz de continuar.


Agora falo com conhecimento de causa. Eu tentei e além de não conseguir, não achei a menor graça. Quis voltar para a minha desordem. Senti saudade da minha preguiça, do meu canal de música na TV, do meu jogo de paciência e da minha camiseta velha e surrada.


É muito bom se cuidar. Ficar linda, se produzir e fazer o que é certo na hora certa.


 Principalmente quando o fazemos por nós mesmas. Todas nós gostaríamos de dar conta de tudo e continuarmos impecáveis. Mas no meio do caminho tem pedras. Tem pedras, tem pessoas, tem prioridades, tem responsabilidades, tem amigos, tem escolhas,  enfim, tem vida! E vida não se deixa para depois!


Eu ainda não desisti de ser uma pessoa mais organizada, mas optei por seguir este caminho meio torto, onde tento equilibrar responsabilidades e felicidades. E assim sou mais feliz. Porque essa sou eu, esta é a minha essência. A perfeição nunca me atraiu mesmo!


 Aliás, ser perfeita deve ser uma chatice só. Nenhuma unha quebrada de vez em quando, nenhuma palavra errada, nenhum vacilo no trânsito, graça nenhuma então.


São verdadeiras maestras e eu continuo admirando a determinação e disciplina que elas possuem. Mulheres para comercial de perfume nenhum botar defeito, não fosse a inveja danada que elas também têm de nós, das nossas gargalhadas e do nosso jeito desarmado de ser.




Visite o blog da autora:







7 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Adoro ler os textos da Leila! maravilhosos sempre! beijos às duas,chica

Poesia do Bem

Tbm gostei muito do texto e a gente tem de vez em quando essa inveja da perfeição de quem se cuida muito, mas por vezes é tão vbom ficar largadona no sofá hehhe. Bjs e venham conhecer o Poesia do Bem

Ana Bailune

Amei!
Ser perfeito deve dar muito trabalho, e um trabalho ao qual eu não desejaria jamais submeter-me.
Abraços!

Palavras

Oi Anne,

Fiquei muito feliz por ter postado!!!

Nossa, muito obrigada mesmo!!!

É uma honra ver um texto meu aqui! Valeu!

Bjs

LEILA

Sopa de Letrinhas da Leninha

Ah, me compartilho com você o mesmo desejo, porém, eu para conseguir só nascendo de novo ah. Beijos amiga, belo texto, Parabéns!

Anete

Texto muito bom! Gostei de ler e refletir!
Ser organizada, cuidar de si, ser atualizada e outras coisas mais..., é muito bom, mas o extremo é prejudicial e tira a beleza/espontaneidade de tudo!
Ser aprendiz e natural são coisas valiosas!!
Abraços p as duas...

Patrícia Pinna

Boa tarde, Anne. Também gostei muito de ver o texto da Leila por aqui, ela escreve muito bem e tem bastante coerência em cada palavras que escreveu.
Assim como nós podemos possuir uma certa inveja das mulheres muito organizadas, elas também podem sentir da nossa naturalidade.
Concordo com a Leila.
Tenha uma semana de paz!
Beijos na alma.

Compartilhe