• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

12/08/2014

Infinito de abrigar sensibilidade

Infinito de abrigar sensibilidade

(Nonato Costa Filho)





Uma chegada
infinitou-me
um pouco mais
para cuidar um lugar
de arrimar
uma memória de nós



que desfaz
a aparência
e refaz
uma história
de aderência
ao sentimento
de uma casa.



Pétalas inundadas
do abrigo do nosso abraço
ressignificado do gesto
da varanda apaixonada



pela sinceridade
da jardinagem
de disponibilizar
uma sensibilidade
para o ateu.





Visite o blog do autor:






7 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Poesia linda e bem ilustrada! Adorei! abração e sucesso! chica

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever

Lindo poema,irei visitar esse amigo.
bjs Anne.
Carmen Lúcia.

Patrícia Pinna

Bom dia, Anne. Interessante e bonito poema.
O amor é capaz de fazer milagres, até mesmo tirar o ceticismo de qualquer pessoa.
Parabéns ao autor que ainda não conheço, mas irei visitar.
Lindo dia de paz, Anne.
Beijos na alma.

http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/08/templo-meu.html

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/2014/08/calei-me.html

Santa Cruz

Anne: Muito lindo o poema e bem ilustrado parabéns aos dois.
Beijos
Santa Cruz

Célia Rangel

Ah! Sou leitora assídua desse blog do Nonato! Excelente!!
Abraços.

Elvira Carvalho

Gostei do post. Poema e imagens se casam na perfeição.
Um abraço

Nonato Costa Filho

Obrigado, amigos!!!!

Compartilhe