• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

04/09/2014

Sobre as cores do dia anterior

SOBRE AS CORES DO DIA ANTERIOR

(Arnoldo Pimentel)







Depois da chuva que durou a noite toda e parte da manhã a caminhonete parou em frente ao portão na rua silenciosa.

 O motorista buzinou para avisar ao morador que estava esperando.

 O homem de certa idade abriu a janela de madeira pintada de verde da casa pintada de branco e pediu que esperasse um minuto, fechou a janela, pegou duas sacolas que estavam sobre a mesa, depois pegou o maço de cigarros e os fósforos e colocou no bolso da camisa. 

Saiu da casa encostando a porta atrás si sem se preocupar em passar a chave, caminhou pelo quintal com dificuldade por causa da lama e da idade, abriu o portão, saiu, encostou o portão e entrou na caminhonete.

- Não vai trancar a porta da casa e o portão? – Perguntou o amigo.


- Não há quase nada na casa, só história, e talvez sem importância.


- Aonde vamos?


- Na paróquia, vou levar essas sacolas para a caridade.


- O que tem nas sacolas?


- Carne, decidi não comer mais carne.


O motorista ligou o veículo e foram devagar pela estrada molhada.


- Depois da paróquia você vai trabalhar?


- Não há o que colher, nem mais o que fazer.


- Sempre tem alguma coisa pra colher ou fazer.


- Não, não tem nada.


- Insisto que sempre há o que colher ou fazer.


- Não insista, não há mais nada para salvar nesse lugar.


- Se pensa assim.


- É a realidade. Tudo foi feito em vão. Foi um engano.


- E você pretende ir a algum lugar depois da paróquia?


- Pretendo passar nas trincheiras e ver os resíduos.


- Nas trincheiras só tem mortos.


- E nós o que somos? Vivos? Você acredita que somos vivos?




Visite o blog do autor:






4 COMENTÁRIOS:

Paulo Francisco

Fui visitar o blog do autor. Muito bom!
Um beijo grande

LUCONI MARCIA MARIA

Estou acostumada a ler os belos poemas de Arnoldo, não tinha lido nenhum conto e aqui percebi que se ele é ótimo em seus versos nos contos ele se supera ainda mais, um conto surpreendente com uma mensagem bem sucinta, nossa demais, parabéns Arnoldo e a Anne por compartilhar, bjos Luconi

✿ chica

Muito bom! Inspirado e instigante! Gosto muito! abração aos dois,chica

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever

Lindo conto do amigo Arnoldo.
Bjs amiga Anne.
Carmen Lúcia.

Compartilhe