• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

06/10/2014

Meditando

Meditando

(Sol da Esteva)









A chuva triste,
Cobria de finas gotas,
Geladas,
O esmalte do teu retrato,
Sobre o qual eu meditava...
E a terra era tão fria
Quanto o calor do teu corpo
Que em campa rasa dormia;
Nada de mim te lembrava
Enquanto tu foste Vida!...
Agora, no teu Além,
Conheces quanto me tem
Do teu conselho,
Mesmo, assim, em silêncio…



Sabes?
Sinto pulsar, dentro, em mim
A tua voz conselheira
Como Amiga verdadeira
Que não me pode trair.
Ouço-te desde a lonjura
Neste passo que separa
A Vala da Sepultura.



Limpei teu rosto gelado
Buscando o olhar transparente
Que ficasse, em mim, gravado
Desde o passado presente.



Comungaste
De toda a minha tristeza.



Uma lágrima, de chuva,
No teu retrato rolou
E aos olhos se prendeu...
Chorei também,
Mas não fiquei magoado.
Senti-me, mesmo, impelido
E até encorajado
A voltar,
Buscando no teu saber,
Se deva, ou não, acordar
Do sono que faz Viver...



Visite o blog do autor:




7 COMENTÁRIOS:

Estrela Natal

Awww, é muito importante termos amigos, para conselhos e tudo o mais.

Maria Alice Cerqueira

Bom dia!
Lindo de se ler!
Um lindo dia para você!

Maria Alice

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever

Adorei ler esse poema encantador do amigo Sol Da Esteva.
bjs Anne.
Carmen Lúcia.

Célia Rangel

Há muito acompanho as mágicas e filosóficas produções do SOL!! Parabéns, Anne pela escolha e ao autor pelo poema!
Abraços.

Elvira Carvalho

Muito bonito o poema.
Um abraço

SOL da Esteva

Honradíssimo, mais que merecido.
Não esperava a tua escolha e este destaque, Anne.
Me pauto por voar baixinho, junto ao solo, para que a queda não deixe muitas marcas no meu eu.
Obrigado, Amiga.Fico comovido e grato.


Beijos


SOL

Giancarlo

Ti Auguro un anno splendente che ti regali i suoi riflessi più belli e i suoi raggi più caldi ogni giorno, come se il sole splendesse sempre. Buon 2015, e che sia come lo vuoi tu. Auguri.!

Compartilhe