• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

03/10/2014

Tem muito ventilador se achando ar condicionado

Tem muito ventilador se achando ar condicionado

(Anne Lieri)




No mundo literário ás vezes é preciso colocar os pés no chão.

Nessa época tecnológica, das redes sociais e blogues, todo mundo é escritor.


Quem quer publicar um livro sabe que não é fácil!


Poderá enviar seus livros para diversas editoras e ficar esperando um milagre ou colocar a mão na massa!


Se não tiver recursos próprios deve procurar os sites que postam gratuitamente, mas, cuja edição deverá ser feita pelo autor.


Divulgação é uma palavra que não existe nas editoras, então terá que se virar para divulgar seu trabalho.


Nesse afã de divulgar os seus livros vejo muitos escritores que se esquecem de olhar outros umbigos! Isso mesmo: outros umbigos porque costumam olhar demasiadamente para o seu!


É o caso da pessoa que escreve um ou dois livros  e já se acha um “Machado de Assis”...


Vamos baixar a nossa bola? Falo isso para mim também, não me excluo desse grupo do nariz empinado, mas me policio.


É certo que temos que valorizar o que escrevemos, mas, principalmente, ter uma visão crítica do que escrevemos. 



Convenhamos que somos amadores até que alguma editora se interesse em bancar o nosso trabalho. 


Há uma grande diferença entre receber um elogio da nossa mãe e um de um editor consagrado.


Não sei se estou conseguindo me fazer entender. É que tenho visto muito “ego” e pouca “alma” por aí.


Quer uma prova? Faça um passeio pelo Facebook, por exemplo. Em poucos minutos comprovamos o que eu disse. Cada um quer vender seu peixe, mas poucos se abrem a divulgar outros autores. 


Também conto nos dedos aqueles que compram livros dos outros pela internet e há autores que quase se impõem aos outros colocando como uma questão de amizade se os seguidores compram ou não seu livro. É nesse momento que enchem a caixa de mensagens das pessoas oferecendo sua obra a todo o momento e acabam gerando antipatia.


Ás vezes as pessoas não compram porque simplesmente não tem dinheiro e não porque não gostam da gente, já pensaram nisso?


Já ouviram falar que a vida é uma estrada de mão dupla?


Então, se desejamos um tratamento justo aos nossos livros devemos também retribuir ao outro com nossa gentileza.


Correndo o risco de ser extremamente arrogante resumo o assunto numa frase: “tem muito ventilador se achando ar condicionado”. 


Vamos baixar nossa bola?



12 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Adorei essa tua frase e bem esclarecedora do que acontece e tu, que estás no meio dos escritores, deves saber melhor ainda.

bjs praianos,chica

Van

Hahaha Anne

A frase é muito engraçada, o texto muito verdadeiro.

Tomara que sirva de carapuças e desperte auto críticas.

O negócio da pressão para a compra é muito chato. Acredito que o que é bom acha seu caminho, se é preciso impor demais, sei não...

Beijos

Maria Rosa Sonhos

Anne. A vaidade cega a inteligência até dos escritores. Por isso, seu alerta é muito válido mesmo. Beijo! Renata

Ana Maria

Anne, adorei o seu texto uma chamada de atenção digna de primeira página dos jornais. Era bom que muita gente a lesse e a vestisse na integra. O mundo dos escritores é muito complicado mesmo, eu ando faz tempo a tentar publicar um livro e não consigo, não desisto, mas também não maço ninguém, nem me acho uma super escritora, aliás, todas as pessoas que eu conheço que escrevem dizem que estão sempre em constante aprendizagem. Valeu Anne.
Beijinhos de Luz!

Beatriz Bragança

Querida Anne
Gostei imenso do seu texto,pois diz muitas verdades.
Cada um sabe de si e, à vezes, bem que gostariam,certas pessoas, de poder adquirir mais livros,mas...não dá!
Bom fim de semana
Um beijinho
Beatriz

Poesia do Bem

Gostei de texto e da reflexão e achei bem postado, ás vezes a gente não compra nem é pq não gostamos do autor, muito menos do livro, é pq a falta de dinheiro é verdade. Bons livros sempre, que haja mais dinheiro nos bolsos tbm

Tunin

Tens toda razão, Anne. É isso mesmo que acontece.A vaidade atrapalha.
Abração.

Elvira Carvalho

Um texto muito pertinente , e que traduz na integra o que se passa por aí. Há muita gente que até gostaria de comprar todos os livros dos amigos, mas simplesmente não pode. A vida está muito difícil, e se eu tiver de escolher entre comprar um livro de um amigo ( e acreditem já comprei a vários e também já tive autores que gentilmente me ofereceram um exemplar) e comprar um livro para a escola da neta, ou pagar os seus almoços na escolha, a escolha é óbvia.

Um abraço e bom fim de semana

Patrícia Pinna

Bom dia, ANNE. Muito importante o teu texto, amiga.
Valorizar o que escrevemos é fundamental, é a nossa alma expressa em versos, emoções, mas concordo plenamente que a humildade tem de existir nesse e qualquer meio.
Antes de qualquer coisa devemos primar pela qualidade.
A questão do dinheiro é bem real, pois nem sempre temos o mesmo para comprar os livros dos nossos amigos e o fazemos com muito esforço quando compramos.
Apesar de não ter livro publicado ainda, mas é um dos meus planos, espero jamais ser o tipo de pessoa citada em seu texto.
Existem escritores MARAVILHOSOS que eu admiro e muito que sequer tem livro publicado, mas se tivessem eu iria certamente querer.
Em qualquer âmbito, a simplicidade, o companheirismo, a divulgação do trabalho dos outros é FUNDAMENTAL.
Tenha um excelente fim de semana de paz.
Beijos na alma.

Obs: Amei o título, é bem assim mesmo!

Marilene Domingues

Bom dia Anne,
Como gostei de estar aqui e ler tão verdadeiro texto. Não escrevo nada de meu, mas, como já te disse algumas vezes tenho muita admiração por aqueles que escrevem e tocam o nosso coração. Eu mesma já comprei livros maravilhoso de amigos aqui do virtual, outros me foram ofertados e sei que com muito carinho. A vida é meia complicada no fator financeiro, quem dera pudéssemos ter a condição de adquirir livros de todos os amigos escritores...
É lamentável ver como as pessoas tentam nos impor seus trabalhos a qualquer custo, tudo que é demais sufoca, e tudo que sufoca mata. Belo final para um texto tão primorosamente escrito, você disse o que muitos querem dizer (inclusive eu) e se aquietam...Menos muitas vezes é MAIS.
PARABÉNS!
Beijos com carinho
Marilene

Zilda Oliveira

O que escreve é verdadeiro amiga! Parabenizo-a pelo escrito. Bjs.

Coluna da Mi

Boa tarde Anne, oi.
Parei aqui por uma recomendação no Facebook que apareceu entre alguns dos meus contatos.
Pretendia publicar pelo menos um de meus livros de contos góticos este ano, mas pelos meus cálculos e pesquisas que tenho feito de editoras, meu orçamento não vai dar e terei que deixar para depois.
Mas eu tenho essa consciência que só terei um livro publicado SE eu pagar e isso não quer dizer que meu livro seja ruim, ele apenas não comporta ao estilo do atual mercado editorial que visa as modinhas.
Antes eram os vampiros da Stephanie Meyer, depois veio os 50 tons de cinza e os interesses das editoras vão mudando de acordo com a moda, por isso, acho BEM difícil um autor autêntico ter o reconhecimento desses editores consagrados que menciona acima.
Eles só veem $ e se encontram algo com conteúdo que se encaixa no que está fazendo sucesso, eles investem, do contrário, não. Por esse motivo não dou muita importância para a opinião literária deles.
Quanto às pessoas que querem livros de autores de graça, fiz até um post sobre isso na minha Coluna dizendo o porquê eu não resenhar novos autores.
Simples. Eu acho incrivelmente injusto o autor que suou para pagar sua editora, está suando pela divulgação, ter que me dar de presente um livro, para eu fazer uma resenha que talvez ele vá detestar!
Porque se eu detestar o livro, não vou fazer média e mentir aos meus seguidores só porque ganhei um livro ruim de graça.
E quanto aos egos inflados, vejo isso até em escritoras que publicam gratuitamente no Wattpad estórias vulgares sem ser sexys e mal dominam a própria Língua Portuguesa. E por falar em putaria, elas ganham um grupo de fãs femininas imeeeeenso. Cada um tem os leitores que merece né? Mas que elas se sentem, se sentem!
Não tenho a menor ideia de como vou divulgar quando publicar, afinal, não tenho como presentear livros, marcadores e tudo o mais.
Será um tiro no escuro.
Beijos Anne e já vou ficando por aqui.
Parabéns pelo teu recanto!
Quem sabe um dia farei parte dele hein? ;)

http://colunadami.blogspot.com.br

Compartilhe