• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

04/08/2011

Ler não causa L.E.R.





LER NÃO CAUSA L.E.R.
(José Cláudio- Cacá)


Deixem-me fazer aqui uma propaganda: submetemo-nos diariamente a todo o tipo de publicidade possível, imaginável, apelativa, abominável, insuportável, condenável, massificante, coisificante e inútil.

Será que só conseguimos nos sentir bem e felizes através do consumo de bens materiais? Não conta a alma,  a satisfação que não precisa de enfeites, de ostentação?

Pois bem, o produto que eu quero disseminar aqui se chama leitura. Especialmente de livros. Toda leitura é bem vinda, ensina, inclusive, o discernimento daquilo que bom do que não é. Do agradável ou não. Da leitura que soa como música sem ruído. Afora o aprendizado, sem dizer o prazer que proporciona. Eu gostaria que esse comercial tivesse o efeito que provoca o de um sorvete, de um chocolate, de uma cerveja, de um belo vestido, de um carro novo. Mas esse efeito tem um probleminha: não é palpável, não é degustado. Ele é que toca a gente. Nos olhos, na mente e no coração.

Eu poderia fazer como se faz na publicidade que fazem dos bens que podemos ter, argumentando com os benefícios de uma televisão, da satisfação com uma comida pré-pronta, de uma escova que alisa os cabelos. Mas o argumento já está dentro das palavras, das letras, das histórias. Só lendo para perceber num curto espaço de tempo a diferença que se opera em nossa vida. Ao passo que os bens materiais, se vão, se desgastam, enjoam ou não preenchem de modo duradouro aquele desejo que tanto ansiávamos. Talvez até um pouco e por pouco tempo, fazendo-nos, inclusive, desejar mais, cada vez mais para no final, não trazerem o preenchimento de uma lacuna que não está na aparência física, não está num cômodo da casa. Está dentro da alma.

Se for dar um presente ao seu filho ou filha, não deixe de fazê-lo para que não se frustre. Criança precisa de brincar. Mas dê um mais baratinho e inclua um livro com o troco. Se ele torcer a cara,  pode ser que distorça mais tarde, com um sorriso iluminado. Se for para amigos ou parentes, não hesite um minuto.

E o mote final seria assim: Livros são como árvores. Plante a sua no jardim do coração de quem você gosta.

_________________________________________________________________
* L E R  = Lesão Por Esforço Repetitivo

Visite o autor em seu blog:


7 COMENTÁRIOS:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR)

Oi,Anne. Só vou assinar embaixo completando.Somos levados ao consumismo de banalidades e as pessoas batem palmas para isso, não só os comerciais, a programação também. Você já deve lido eu dizer no meu blog, que a gente não vê nos programos dominicais um concurso cultural. Sobre os comerciais, como capricham na cerveja, na coca, na moda, hein? Ler não causa mesmo l.e.r, só amplia nossas mentes. Parabéns. Beijos

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR)

Oi,Anne. Só vou assinar embaixo completando.Somos levados ao consumismo de banalidades e as pessoas batem palmas para isso, não só os comerciais, a programação também. Você já deve lido eu dizer no meu blog, que a gente não vê nos programos dominicais um concurso cultural. Sobre os comerciais, como capricham na cerveja, na coca, na moda, hein? Ler não causa mesmo l.e.r, só amplia nossas mentes. Parabéns. Beijos

Cacá - José Cláudio

Oi, Anne, Obrigado por esta generosidade do tamanho de um livro de milhões de boas páginas. Meu abraço. Paz e bem.

Renata Diniz

Bravo! Cada dia mais admiro esta casa pelas experiências divididas conosco, leitores. Quanto ao Cacá, sinto-me honrada por já conhecer, há algum tempo, a excelência de sua escrita e pessoa. Abraços, Anne!

Minéia Pacheco

Excelente!!!

Como já falava Monteiro Lobato: - Um país se faz com homens e livros!

Parabéns Cacá!!

✿ chica

Cacá sempre com suas crônica muito boas e que nos acrescentam...abração,chica

ALUISIO CAVALCANTE JR

Olá.

Chegando neste
maravilhos espaço
para colher
as sementes
de vida aqui semeadas,
e também aproveitar
para agradecer.


Ver um poema nosso
em um espaço
tão bonito,
e de forma
tão cuidada,
nos transborda
o coração de alegria.

Obrigado de coração.

Viver é sentir os sonhos
com o coração.

Compartilhe