• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

06/09/2011

Cristais



Cristais.
(Antonio Campos)

Quebra-se o encanto
assim como os cristais
rompe-se então o silêncio
rolam pelo chão promessas

morre-se de amor em pranto
num piscar de olhos desmorona
uma falsa construção de sonhos
caudalosos rios pela face pálida.

Clique no link para visitar o blog do autor:


3 COMENTÁRIOS:

Livinha

Há muitos desejos,
anseios e encantos,
mas o mundo ainda desatento
sem o preparo da morada
para viver os sonhos...
Sonhos feitos de momentos
busca de satisfação,
nos olhos apenas lamentos
sem fé, sem oração...
Se oferta promessas,
sem solidez de entrega
frutos das pendências, ainda verdes
sem o sabor da paciência.
Pensamentos estão dormindo
e a inteligência descuidada,

desatenta ao proprio imo...


Lindo poema
rico e real.

Linda semana minha amiga

Bjs

Livinha

Antonio Campos

Livinha seu comentário é sensacional Grato por sua presença abraços desse velho gaúcho.

Renata Diniz

Cristal quebrado não tem reparo. Assim é a vida, eu creio, não regride. Meu abraço, Antônio. Beijos, Anne.

Compartilhe