• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

18/04/2012

Conhece o escritor José Bento?


Conhece o escritor José Bento?
( Milton Kennedy)


Embora estejamos na era da informática, ainda aprecio muito viajar nas páginas de um bom livro. Mas o que isso tem a ver com a data de hoje? Acontece que 18 de abril é o Dia Nacional do Livro infantil, uma homenagem ao maior escritor infantil (brasileiro) de todos os tempos, José Bento Monteiro Lobato, um homem que sempre sonhou com um Brasil melhor.
Na ilustração desta postagem meu modesto tributo a este escritor que também desenhava (e muito bem)!




Monteiro Lobato foi o criador de personagens inesquecíveis, tais como Jeca Tatu, a boneca Emília, Visconde de Sabugosa, Dona Benta, Narizinho e muitos outros do Sítio do Pica Pau Amarelo.
Outro fato digno de ser mencionado é que, toda sua vida e trabalho foram dedicados à luta pela preservação dos valores culturais e das riquezas da Nação; igualmente Monteiro Lobato foi um dos pioneiros na batalha pela salvaguarda de nossas florestas, nossos índios e nossa fauna.
Suas obras completas são constituídas por 17 volumes dirigidos às crianças e 17 para adultos englobando contos, ensaios, artigos e correspondências.




Fontes de pesquisa para elaboração do texto:

Monteiro Lobato

Visite o blog do autor:

Milton Kennedy









7 COMENTÁRIOS:

Christian V. Louis

O grande e lamentável problema de Monteiro Lobaro era seu racismo evidente, basta ler alguns trechos de seu livro, onde Tia Anastácia era sempre vista como a "beiçuda", ninguém mais, e outras passagens onde enalteciam os caucasianos e humilhavam os negros.
E o próprio autor também fora de suas obras se mostrava racista, entretanto, é realmente inegável sua genialidade que até hoje serve de referência como literatura infantil.

SONINHA

Nossa! O Cristian disse tudo!
Beijocas!!!

Ana Bailune

Foi e continuará sendo presença nas histórias contadas às crianças... acho que naquela época, era muito comum as pessoas se referirem aos negros como ele se referia, e não era considerado racismo, já que isse conceito nem era levado em conta. Acho que a humanidade evoluiu de lá pra cá, pelo menos, neste aspecto. Mas não podemos julgar um homem pela época em que viveu...

Ana Bailune

Foi e continuará sendo presença nas histórias contadas às crianças... acho que naquela época, era muito comum as pessoas se referirem aos negros como ele se referia, e não era considerado racismo, já que isse conceito nem era levado em conta. Acho que a humanidade evoluiu de lá pra cá, pelo menos, neste aspecto. Mas não podemos julgar um homem pela época em que viveu...

✿ chica

Lindo texto e Lobato sempre será Lobato, por mais que inventem sobre ele...beijos,chica

Milton Kennedy

Oi Anne Lieri, que bacana ver esta postagem aqui. Fiquei mui feliz, brigadão!
Monteiro Lobato já dizia: “um país se faz com homens e livros”.

Grande abraço, saúde e muita paz interior.

Renata Diniz

Linda postagem nessa data tão especial. Beijos, Anne!

Compartilhe