• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

31/05/2012

Esta noite







ESTA NOITE

( FERNANDA)




Esta noite... Eu tive a sensação da tua presença.
Olhei à minha volta e nada eu conseguia ver, mas sentia que você estava ali.

Senti levemente um toque suave em meus cabelos, sempre soube que o amor se manifesta mesmo quando não o podemos tocar. Senti novamente um leve sopro em minha face, fechei meus olhos e pensei em ti. Por onde navegas, eu sei que é no infinito mar da bondade, onde a bússola são as estrelas.

Senhor do alto, esta noite te senti como antes, na hora em que distraída comecei a conversar contigo em meus pensamentos, namorando a noite tão fria. Tu sabes o quanto eu gosto do inverno, de vestir um pijama bem quentinho, imaginar uma pipoca e um filme com meu papai. Já estou com saudade deles, eu acostumei a conversar com minha mamãe, quando ela chegava da escola, estamos sem esse tempo agora, mas peço que cuide dela por mim.

Esta noite eu quis chorar por saudades, mas quando senti que você estava bem pertinho de mim, eu chorei de emoção. Parecia que a noite era um jardim imenso de belezas, e o canto dos grilos era de festa, eles sabiam que havia ali um ar de adoração. Os animais têm essa sensibilidade.

Esta noite... você veio e sentou na varanda, me fez cantar bem afinado, numa alegria infinita. Eu tenho pedido muito pelos meus amigos, e aqueles que eu vejo precisando de ajuda. Talvez sejam estas orações que te tragam para pertinho de mim. Eu queria agradecer PAI, e dizer que eu ando com minha cabeça a mil, tantas coisas a fazer, dizer, agradecer.


Hoje cedo uma criança correu na minha direção, a mãe custou a convencê-lo a ir com ela. Achei tão lindo aquilo, ele não me conhecia, passou, me olhou bastante e eu sorri para ele, e continuei esperando o ônibus. E de repente o menininho veio e abraçou a minha perna, e a mãe dele tentou tirá-lo e não conseguiu. Eu lhe segurei no colo e ele ficou tão quietinho olhando para mim... Foi um presente aquilo, as crianças sentem quando gostamos dela né? Ele tem 4 anos e se chama Diogo. Perdi o ônibus porque quis ficar um pouco ali, aproveitando aquele carinho, e enquanto isso, fiz amizade com a mãe dele.

Só depois vim para casa, mas tive que sair sem que ele me visse, porque quando eu levantava ele corria e segurava minha perna. Risos... Obrigada Deus por estes mimos que eu encontro no meu caminho. Percebi que quando amamos, nunca estamos a sós.
Esta noite o sentimento é um brilho de estrelas. Lembrei a primeira vez que te fiz minha oração, meio sem jeito, eu não sabia rezar além do Pai Nosso, e foi aí que eu descobri que a oração não precisa de palavras repetitivas, ela é uma oração quando o coração nos manda falar tudo que precisamos dizer.

Naquele dia eu te falei do meu medo de estar fora do orfanato e dos perigos que a dona Maura nos dizia que havia nas ruas. Eu pedi perdão por ter fugido de lá e te disse que já não conseguia ficar de castigo no milho, meus joelhos sangravam e eu não consegui ficar e cuidar da Julinha mais. Ela tinha 2 anos e dormia junto comigo na mesma cama. Eu pedi que cuidasse deles por mim.

Naquela noite depois da oração eu não tive medo, e nem nas outras, porque quando eu pressentia que o medo queria chegar, eu conversava contigo e tudo ficava bem lembra? Naquele momento eu conheci a coragem e a fé. O som das ondas do mar, do canto dos pássaros, o sabor de sentir o calor do sol e do mar juntos numa amizade que faz virar arco-íris. Você é tão perfeito. E dois corações batendo cheio de amor, o seu e o meu.

Esta noite... Me orgulho mais uma vez da nossa bonita amizade. Que a cada dia voa mais alto e alto por dentro de nós. Eu sei que você me guia a cada hora do dia, eu sinto que você sempre me diz o que fazer, e todas as vezes que eu te busco você sempre está lá.

Mesmo rezando e trabalhando eu sei perfeitamente definir uma coisa de outra, e nós ficamos assim o dia inteiro, e a noite antes de eu dormir nesse dialogo nosso, pleno de querer estar perto. Estou longe de casa Pai, fora do ninho de meus pais, mas contigo junto de mim estou completa.

Obrigada!



Visite o blog da autora:

Fernanda

12 COMENTÁRIOS:

Arnoldo Pimentel

Um texto simplesmente maravilhoso, parabéns a Fernanda.Beijos.

✿ chica

Nanda ,com sua sensibilidade sempre presente, nos encanta em seus textos.Lindo! beijos às duas,chica

Giancarlo

Tra una scossa e l'altra ti invio un caloroso abbraccio...ciao

Aleatoriamente

Anne amada, que surpresa linda!Amei o carinho.
Você que escreve tão lindamente, sempre afaga o outro com mãos de fada.
Adoro você.

Obrigada!Beijo.

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto

Lindo,lindo, lindo.
Transparente como a alma da angelical Fernanda.
Parabéns as duas.
Uma ótima quinta-feira para ti.
abração com carinho

Rita

Lindo e suave ao mesmo tempo
lendo até voltei um pouco ao
passado, mas com lembranças de
quem já foi, e eu gostaria que estivesse bem pertinho de mim
Bjuss
de um dia feliz!!!

Tabuleiro Chic

Que lindo seu post, adoramos!!! Beijinhos e apareça no TC, para conferir as novidades!!!

Ana Bailune

Que coisa incrível, esta da criança! É uma questão de energia, mesmo... ou talvez, de vidas passadas. Coisas incríveis acontecem nessa vida...

Tunin

As nossas saudades são sempre saudades que nos trazem alegrias ou dores como esta linda e suave mensagem pintada de emoções com o consolo do sentir.
Parabéns!
Abração.

Vera Lúcia

Linda a Fernanda!
Sua alma é de luz.
Seus escritos são sempre repletos
de sensibilidade, onde a fé e o amor falam alto.

Meu carinho a você duas.

MARILENE

A criança de coração grande, que se alimentará, sempre, do amor. Belo texto e ótima escolha. Bjs.

Marcio JR

Sempre existe uma estrela de Belém para cada um. Uma estrela que deve ser enxergada e seguida. Por mais penoso que seja o caminho por onde ela te levar, este será um caminho com um fim em forma de recompensa.

Já conhecia esta crônica fantástica, e ler novamente é sempre um motivo de pura emoção.

Anne, você sabe da minha admiração pela Nanda, então, nem preciso escrever o que estou sentindo. Adoro essa menina e tenho um respeito sem igual por ela.

E quanto a você, maninha, fica com meu carinho e meu abraço. Já já to chegando aí pelo "Aleatoriamente".

Beijos para as duas.

Marcio

Compartilhe