• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

12/07/2012

Recordações



( Chica)




Vi no blog da Maria  e me inspirei: DAQUI
(((o)))o(((o)))o(((o)))
Numa igrejinha de madeira
ela gostava sempre de entrar
 no mato, em meio a clareira
aparecia ela pra lá rezar.

Lá dentro sentia-se bem
 o seu coração abria
Quase não via ninguém
mas sua alma sorria...

Lá dentro sonhava com o amor
 que pedia a Deus encontrar...
 E,pedia sempre , com fervor
por todos que ela estava a cuidar...

O tempo depressa passou
ela quase nem o viu passar...
menina grande se tornou
 mas seguia sempre a sonhar...

Pois um dia foi atendida
 o amor à sua porta bateu
na capelinha pretendida
o casamento  dela se deu!

 Era tão lindo  deles o amor
que grande, várias vezes, frutificou
E naquela pequena igrejinha
 cada um deles se batizou...

Agora os filhos,já crescidos
a cidade pequena resolveram deixar
mas pra ela, os momentos lá vividos
dentro dela, para sempre, iriam ficar!



Visite a chica



4 COMENTÁRIOS:

Lita

Uma poeesia tão bonita e singela... também entrei na igrejinha...
Beijos
Lita

Giancarlo

Molto bella questa poesia! buona giornata...ciao

✿ chica

Obrigado por trazer pra cá!Ficou legal!!beijos,chica

DoraDuarte

Lindo poema Chica, parabéns pela belíssima inspiração. Bjos

Compartilhe