• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

14/10/2012

Outra vez o amor


( Edilene Vieira)




Toc, toc, toc.
– Quem é?
– Sou eu, o Amor!
– Amor? Isso são horas? Não é um pouco tarde?
– Abre, deixa eu entrar e cuidar de você?
– Como pode voltar depois de tantos anos e achar que vai ficar tudo bem? É tarde demais para o amor!
– Abre só um pouquinho, depois se quiser vou embora!
– Não, quando você entra fico em pedaços e você sempre vai embora deixando os cacos.
– Deixa eu entrar, já se passaram tantos anos, agora você está mais experiente, mais segura, vai saber como lidar comigo sem se machucar!?
– Verdade! Vou abrir, você vai se surpreender comigo! Estou forte, sou uma mulher madura, você não vai me fazer em pedaços novamente!
Abriu só uma frestinha e o amor, vupt, entrou. Chegou de mansinho, mas logo foi dominando a situação, num passe de mágica transformou a mulher madura, forte e segura,  na mesma menina frágil de anos atrás e ela sabe que quando ele for embora,  outra vez restará apenas pedaços, os cacos. Acreditava que isso nunca mais aconteceria, mas aconteceu. Agora só lhe resta uma esperança enquanto vive esse momento mágico, que toda aquela maturidade lhe dê força na hora que tiver que recolher novamente os cacos e fechar a porta.






Visite a autora: EDILENE


9 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Lindo e adoro ler a Edilene. Estou batendo TOC<TOC<TOC lá na portinha dela pra chamá-la a blogar novamente. Saudades dos dois, do João também!! beijos,chica

Ana Miranda

Como diz - cheia de verdade - a frase: "É melhor ter amado e perdido, que nunca ter amado" (Não sei quem é o(a) autor(a))

Sofrer faz parte, o que não pode é deixar de amar com medo de sofrer...

Daniel Costa

Anne Lieri

Nas visitas, muitas vezes nos surpreendemos, com talentos imginativos de amigos blogueiros. Para mim, foi o caso desta prosa poética de Edilene. Não só gostei, como tentei aprender, o de facto, é diferente.
Beijos a ambas

"Voando com Borboletas"

lindo!
O amor também me confunde, sempre!
Gostaria de convidá-los a conhecer meu blog e minhas poesias.

Trecho do ultimo post...

Amanhecer-me...

Acordei com vontade de amanhecer
Um amanhecer de verão na praia
Cheirinho de brisa do mar
Cheirinho de alegria e alto astral de verão
Quero me amanhecer assim
Hoje e em todos os meus futuros dias
Quero me amanhecer de dentro pra fora
Deixar meu sol sair...(continua...)

Marcia Melo Morais

Simplesmente um dos mais belos poemas que aqui já li Parabéns a autora e a você Anne,bjos!

Adriana Duarte - Sentimentos Vivos

O dia 15 de outubro homenageia os professores-Mestres, educadores de todas as categorias. Como eu considero um blogueiro ou blogueira um mestre, esta homenagem é dedicada a todos os professores em sala de aula ou não.
Ao Professor, Com Carinho
"Mestre é aquele que caminha com o tempo, propondo paz, fazendo comunhão, despertando sabedoria. Mestre é aquele que estende a mão, inicia o diálogo e encaminha para a aventura da vida. Não é o que ensina fórmulas, regras, raciocínios, mas o que questiona e desperta para a realidade. Não é aquele que dá de seu saber, mas aquele que faz germinar o saber do discípulo. Mestre és tu, meu professor amigo, minha professora amiga, que me compreendes, me estimulas, me comunicas e me enriqueces com a tua presença, teu saber e tua ternura. Eu serei sempre um discípulo teu na escola da vida. Obrigado, professor!"
Feliz dia do professor!! Um grande abraço de Adriana Duarte.

Autor: ( Natália Maccari )

Lita

Um texto maravilhoso, mágico, e ao mesmo tempo tão verdadeiro...
Beijos e boa semana.
Lita

Edilene

Obrigada Anne pelo carinho de sempre...Estou sem internet, mas vou voltar em breve, muitas saudades....beijos

Turquezza

Lindo amiga! Vou levar comigo, tá?
Beijos querida.

Compartilhe