• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

26/10/2012

Saudade de Antonio Campos






SAUDADE DE ANTONIO CAMPOS
(Anne Lieri)

O Recanto dos autores lamenta a passagem de nosso querido Antonio Campos que sempre postava suas poesias por aqui!

Poeta, teremos que aprender a superar essa saudade que vc deixou!

Aqui, uma poesia que ele postou para nós:

“Em Aprendizado”
(Antonio Campos)



Aprendi que não se chora

Molha-se o rosto com uma água salgada

Que fica armazenada dos banhos de mar

E um dia os olhos a colocam para fora


Mora em nosso peito alegrias e mágoas

Tragamos pulmões adentro impurezas

Desgastes das artes e acertos consertos
Em relógios que são certamente eternos


Modernos são os recursos discursos

De profetas trombetas não celestiais

Decimais são as cobranças milenares

Pilares de uma construção sólida?


Bólida sim é a queda do cometa
Retreta em pública praça surpresa

Certeza de um comando muito além

Belém também viu sua chegada


Passadas eras e as mesmas feras

Ergueram-se eretas e em setas

Flechas e arcos em direção opostas

Apostas em novos testamentos


Elementos unidos em varias provas

Comprovas-te através das dores

Cores muitas de auras em provações

Composições a espera de aprovações.


Visite o autor: AntonioCampos




7 COMENTÁRIOS:

✿ chica

O Natal ficará mais triste. Senti muito!! O tinha conhecido num Natal, vestido de P.Noel. Simpático, querido, me apresentei e ficamos de papo entre as crianças. Uma perda!!

Que descanse em Paz e sua família tenha força! beijos,chica

Ana Miranda

Que lindo, Anne!!!

Linda poesia e linda a sua delicadeza da homenagem!!!

Pessoas queridas sempre deixam saudades...

Tunin

Anne, os nossos corações estão cheios de saudades do Antônio. Poeta ímpar no seu modo de dizer.Muita falta fará no mundo blogosfera. Peço ao bom Deus que conforte a sua família, dando-lhe força para superar a perda.
Beijos, Anne.

Daniel Costa

Anne

Que poema! Que aprendizagem! A memorizar um grande poeta! Façamos silêncio, me solidarizo contigo.
Beijos

Marineide Dan

Sinto muito pelo nosso amigo, mas esta doença é muito ingrata mesmo!
Espero que a família dele encontre consolo!

Anne obrigada pela força que você deu para nosso livro!
Beijão!!!

Marcos Pontes

A vida é cíclica e recicla-se. Quando more um poeta, nas um poema. Que descanse em paz, entre as estrelas, o bardo. Lamento ter chegado em hora triste, mas vim agradecer pela divulgação do Brasileiros 2.1 na coluna à direita. Grato em nome dos 21 coautores.

LUCONI

Uma poesia tão linda, agora imaginá-lo lá em um dimensão tão linda que extasiado comporá para os anjos, beijos Luconi

Compartilhe