• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

30/01/2013

O que não quero


O que não quero
(Dulce Morais)


Se a dor vem ter comigo,
Aceito-a.
Se o medo bate à porta,
Abro-a.
Se a saudade molha meus olhos,
Seco-os.
Se a emoção faz tremer meus lábios,
Acalmo-os.

O que não quero aceitar,
É que tu não vejas nada,
Que não saibas a mágoa
Que provocaste sem notar.
O que não quero abrir,
É a porta do meu ser,
A quem não sabe amar
Nem aprendeu a sorrir.
O que não quero secar,
São as lágrimas amargas
Do ressentimento causado
Quando tua lembrança evocar.
O que não quero acalmar,
É a minha mão trémula,
Cansada de tanto escrever
Versos para rimar.


Visite a autora: DULCE

5 COMENTÁRIOS:

Marineide Dan

Só uma pessoa segura de si sabe perfeitamente o que quer e o que não quer da vida!
Muito bom!

Beijos Marcinha!

Élys

Bela poesia com a segurança de quem sabe...
Beijos.

Toninho

A Dulce tem este poetar lindo e cheio de reflexões, escreve com arte e faz do seu canto um hino.Lindo ve-la por aqui Anne.
Sou um seguidor da Dulce.
Bela partilha Anne.
Um abração para voces duas.
Bjo.

Dulce Morais

Muito obrigada, Anne pela divulgação dos meus singelos versos.
Agradeço também os comentadores! É muito agradável saber que gostaram. Fico feliz!
Abraço.

LUCONI

Anne que sensibilidade a Dulce tem, adorei, beijos Luconi

Compartilhe