• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

23/08/2013

Vingativamente

VINGATIVAMENTE
(Rosemildo Furtado)




Durante aquele, amor pura loucura,
Que me consagraste fervorosamente.
Tu recusaste desdenhosamente,
Minhas cartas de amor, a antiga jura.



Cedo, porém, perdeste a formosura,
Resiste o orgulho fragorosamente.
É em balde que, com teu riso aparente,
 Disfarçar queiras tua desventura.



Quando se esfuma a última esperança,
 A triste realidade se descobre,
A ilusão foge e o desengano avança.



Hoje, um olhar se quer não te suplico,
Já de orgulho e desdém ficaste pobre,
 De indiferença estou ficando rico.





Visite o autor clicando em seu nome:





7 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Rosemildo escreve muito bem,Adoro as suas poesias e escritos! abração aos dois e lindo fds!chica

Célia Rangel

Um belo e tocante poema da realidade da vida...
Bjs. Célia.

Carlos Hamilton

Muito bom e reflexivo.
Bom final de semana!

Abraços

Rosa Mattos

olá Anne,

Parabéns ao autor, Rosemildo, pela poesia bem escrita e cheia de sentimentos.

Linda semana a todos! bjs

[citei você em minha postagem/♥

Renata Diniz

Anne! Gostei dos paradoxos da poesia do autor. Beijo e ótimo fim de semana!

Magda

Lindo e tocante poema!
Beijos e um lindo final de semana!

Rosemildo Sales Furtado

Olá Anne! Sinceramente, não sei como te agradecer por tamanha gentileza. Confesso que fiquei bastante lisonjeado. Muito obrigado minha amiga. Que DEUS te abençoe, te proteja, te dê muita saúde e muitos anos de vida.

Beijos e um excelente final de semana pra ti e família.

Furtado.

Compartilhe