• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

04/09/2013

Jardinar

Jardinar que se fez abrigo para o teu cuidar

(Nonato Costa Filho)







“Em um instante
branco
cabe a eternidade
do cuidar
que reinaugura
o coração para a axiologia
da ternura.



Dedicar-se que resguarda
a alegoria do jardinar
para a manhã da varanda
nos olhos do gesto
que eu fiz para amorear
a candura
passarinheira
no teu proclama olhar.



De tanta delicadeza
se fez primavera
por causa da acolhida
do cordel sacrário
que desenhei no teu abraço,



para o teu rosto rimar
com a epifania jardineira
que a misericórdia profetizou
para te ver poemizar
de tanta doçura.



Um novo arrimo
se faz carismar,
que a pétala escreveu
para ser o teu abrigo
quando a rua estiver escura
e o medo te fazer ateu.



Porém é maior o teu brilho
que te faz jardineiro
da mais passanheira rima
que cabe
no infinito do teu singelo sorriso.



São pétalas que cultivei
no romance do meu gesto
com o teu cuidar.



Significado raro
apaixonado
que fez do coração
a recomposição
dos sonhos em cada ressignificado.”


Clique no nome do autor e conheça seu blog:




8 COMENTÁRIOS:

http://odeclinardosonhos.blogspot.com

Olá amiga Anne passando para deixar um beijinho e claro conhecer mais um poeta!!!
beijo
anacosta

✿ chica

Beleza de poesia! Parabéns ao Nonato! beijos,chica

Lari Moreira

Bom dia *-* Passando pra desejar uma otima semana, fique com Deus
http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/

Célia Rangel

Belo poema! Inspirado Nonato!
Abraço,
Célia.

Ivone

Linda escolha do poema e nos brinda com mais um amigo poeta, amei, vou conferir!
Abraços!

Nonato Costa Filho

Obrigado a todos... Deus nos abençoe!

Daniel Costa

Anne

Interessante o poema de Nonato Costa Filho, por diferente e pela riqueza de vocábulos.
Beijos

Renata Diniz

Anne! Que possamos fazer como o autor dessa beleza de poesia: jardinar sempre bem. Beijo!

Compartilhe