• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

04/03/2014

Baloiço

BALOIÇO

(Beatriz Bragança)




No balancé desta vida,
Balança o meu coração;
Deixa minh'alma ferida
E bem cheia de emoção.

Mãe, que sofre, está de um lado,
Do outro, netas e filha,
Meu coração, balançado,
Anseia por maravilha!

Uma e as outras, felizes,
É tudo o que quero ver.


Esta Vida tem matizes!!!
Muito me fazem sofrer!!!

Que faço, em apuros tais?
Que direcção vou seguir?
Se me querem ver aos ais,
É dizer-me p'ra partir!

E o coração tem razões,
Que até a Razão desconhece!!!
P'ra sair das aflições,
Elevo ao Ceu uma prece.

Após decisão tomada,
Faço as malas e lá vou
P'ra minha mãe muito amada,
Que, por mim, já muito andou!


Visite o blog da autora:




9 COMENTÁRIOS:

Ana Bailune

Olá, Anne. Sorte a da mãe que ainda tem mãe!
Adorei o poema!

✿ chica

Reler a Beatriz é lindo! Ela é tri inspirada! beijos às duas,chica

Poesia do Bem

Muito lindo o texto. parabéns Anne por trazer tanta coisa boa por aqui. Passe no Poesia tem novidades heheh bjs

Beatriz Bragança

Querida Anne
Como me sinto honrada por publicar algo me!
Obrigada, querida Ana Bailune, querida Chica e querida Poesia do Bem,pelos vossos comentarios.
Deus lhe pague,Anne querida.
Beijinhos
Beatriz

Marli Soares Borges

Querida Anne!
Que lindo esse poema da Beatriz! Adorei. Beijos nas duas! Marli

Andre Mansim

Muito inspirado! Parabens para a autora!
Gostei muito!

Luconi Marcia Maria

Na atual situação, no meio de duas futuras mamães este poema é exatamente a minha medida, pena que não tenho minha mãezinha neste mundo para correr para ela, parabéns Beatriz vou lá de conhecer, como sempre Anne uma bela escolha, beijos

MARIA MACHADO

Um lindo poema, me encantei!!!

Após decisão tomada,
Faço as malas e lá vou
P'ra minha Mãe muito amada,
Que, por mim, já muito andou.

Querida Beatriz, parabéns!

Maria Machado

Orvalho do Céu

Olá, meninas
Tão lindo de se ler e refrescar a mente dos tumultos cotidianos!!!
Bjm fraterno às duas

Compartilhe