• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

06/03/2014

O nosso quase soneto

O nosso quase Soneto!


(Ives Vietro)






Quase lá J...!

As árvores são palcos de declamações
As andorinhas as revelam em canções
Ondas do ar movimentam o coração
Onde a menina chora de emoção



O sol pulula a flor internamente,
O raio de luz que espelha à frente,
O olhar da Terra Azul, comovente,
Pássaros sempre voam novamente



Luz que banha a mesma dimensão
Ao olhar dos pássaros e em razão,
espalham a beleza quase sem noção



Espelham um quase soneto contundente
reverberam a menina linda e contente
por ouvir o pássaro cantar novamente!



Visite o autor em seu blog:







6 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Ives é tremendamente bem inspirado sempre e seus poemas e/ou textos, de uma linda profundidade! abração aos dois,chica

MARIA MACHADO

Que delícia de poema!O nosso quase soneto! Uma linda inspiração,como sempre, seus poemas são divinos, parabéns!

Um abraço nessa quinta-feliz!!!

Maria Machado

Cristina Cebola

Gostei muito!
Parabéns por este espaço!!

Abraço da

Cristina

Juliana

Adorei seu canto
parabéns

Elvira Carvalho

Soneto é um tipo de poema muito difícil de escrever. Não é qualquer um que os escreve. Gostei deste.
Um abraço e bom fim de semana

Beatriz Bragança

Querida Anne
Este autor esta sempre muito inspirado.
Arvores, andorinhas e uma menina! Perfeita combinaçao!
Obrigada por dar a conhecer este poema.
Beijinho
Beatriz

Compartilhe