• Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Anne Lieri

  • Evanir Garcia

  • Jonas Sanches

  • Franciangela

  • Nato Matos

19/04/2012

Acauã, um valente indiozinho





Acauã, um valente indiozinho!
( Mineia Pacheco)


Na aldeia ele era sempre o primeiro a querer participar das caçadas pela floresta, não temia nada e era o orgulho da sua tribo. Gostava de ser índio, gostava de defender seu povo!
Já fazia alguns dias que a tribo indígena estava com muito medo de um feroz leão que cercava a aldeia, não conseguiam nem dormir com tanto medo de serem atacados pelo leão, as crianças viviam chorando e o povo da tribo já estavam até pensando em sair daquele local e procurar outra aldeia para morarem.
Mas Acauã falou:
- Não se preocupem vou agora mesmo atrás desse leão, ele não ferirá ninguém, confiem em mim!
E então ele partiu em busca do leão, passou várias noites e vários dias a procura e nada de encontrá-lo, quando já estava desistindo ouviu de longe uns ruídos e foi atrás para saber o que era. Quando chegou mais perto viu o leão deitado no chão e chorando de dor.
- O que ouve com você feroz leão? – Perguntou Acauã.
- Um espinho enorme entrou em minha pata e não consigo mais andar. Será que você poderia me ajudar? Tentei procurar ajuda, mas todos têm muito medo de mim.
- Claro que irei te ajudar, agora irá doer um pouco. Você terá que ser forte, pois irei puxar de uma vez, certo?
- Tudo bem, quero me livrar o quanto antes dessa dor terrível!
Acauã puxou o enorme espinho que estava na pata do leão. Ele deu um forte rugido que foi ouvido até na aldeia. Lá os demais índios ficaram muitos preocupados e se perguntando se Acauã estaria bem.
- Estou livre desse espinho, que bom! Você foi muito valente indiozinho, o que posso fazer para agradecer sua ajuda?
- Gostaria que você conhecesse minha aldeia e se tornasse amigo dos demais índios que vivem por lá.
- Sério?!
- Claro que sim, todos lá têm muito medo de você e quero que eles percam esse medo bobo, pois sei que você não nos faria mal algum.
- Agradeço sua confiança e irei sim!
Quando os demais índios viram de longe Acauã chegando com o enorme leão ficaram apavorados e correndo de um lado para o outro com medo de serem atacados.
- Não tenham medo, ele é nosso amigo e veio em paz! – Falou Acauã. Ele só estava rondando nossa aldeia porque estava precisando de alguém que o ajudasse a tirar um enorme espinho que estava em sua pata. Eu já o ajudei e o trouxe aqui para que vocês perdessem esse medo bobo dele. O leão é nosso amigo!
E o povo da aldeia gritou:
- VIVA ACAUÃ! VIA NOSSO VALENTE INDIOZINHO!
Depois desse dia o leão passou a viver também na aldeia, fez vários amigos e viveram felizes, tudo graças ao valente indiozinho!


Visite o blog da autora:


19 de abril – DIA DO ÍNDIO!







9 COMENTÁRIOS:

✿ chica

Que amor de indiozinho!!! Linda e Minéia é tri inspirada.Ficou muito bonitinho!

beijos,chica

Mauro S

Oi Anne, foi uma surpresa para mim esta homenagem da Sônia Silvino, vi seu comentário no blog dela, depois vi que foi me visitar, obrigado!
Também já estou te seguindo aqui!
Seja bem-vinda ao Koisas e Coisas, sempre que puder, e assim vamos trocando ideias.
Lindo seu post, teu blog... nos encontramos através de uma amiga comum.
Abraços e muita paz!

Elaine Cristina

Obrigado pela presença carinhosa no meu simples cantinho!
Seja sempre bem vinda!
Encantada com o seu espaço!

Um feliz fim de semana!
Bjs

Aleatoriamente

Amei o texto, que indiozinho mais fofo!
Parabéns a autora, o bem sempre prevalece.

Anne você é uma querida.
Te adoro.

Beijo

LUCONI

Lindo eu adoro histórias assim, parabéns a Minéia linda inspiração, beijos Luconi

Minéia Pacheco

Oi Anne,

Que bom ver mais uma história minha por aqui. Hoje contei essa história aos meus alunos, eles gostaram tanto e eu fiquei tão FELIZ! =D

Agradeço seu carinho de sempre!

Beijinhos...

João Felipe

adorei a historia
beijos

Mimirabolante

Adorei o seu indiozinho!!!!!bjcass e obrigada pelo carinho.....

SONINHA

Mais uma escritora maravilhosa e criativa! Parabéns e beijos nas duas!

Compartilhe